Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
9

Socorro impedido por falta de chaves

Bombeiros de Vidago sem chaves das escapatórias de emergência da Scut
5 de Julho de 2010 às 00:30
Um das escapatórias da A24, na zona de Vidago, que os bombeiros não podem usar por não terem as chaves
Um das escapatórias da A24, na zona de Vidago, que os bombeiros não podem usar por não terem as chaves FOTO: Almeida Cardoso

É inadmissível que na A24, para socorrer uma vítima a 200 metros do nó de saída de Vidago, seja necessário ir dar a volta ao nó do Bragado e assim percorrer dezenas de quilómetros, tudo porque não temos as chaves dos portões das escapatórias.' O lamento de indignação é feito ao CM pelo comandante dos Bombeiros de Vidago, Fernando Cadete, que garante já ter pedido ajuda ao Governo Civil de Vila Real, mas sem sucesso.

A A24 é uma Scut concessionada pela NORSCUT e, segundo Fernando Cadete, um elemento da empresa aconselhou-o a derrubar os portões. 'Disse-me que em caso de acidente, e para ter acesso mais rápido à auto-estrada, poderíamos derrubar os portões com as nossas ambulâncias. Isto é surreal. Não temos as chaves e ainda nos mandam embater com as viaturas nos portões', sublinha, indignado.

Ao que tudo indica, é a unidade de Trânsito da GNR quem tem as chaves que permitem aceder à escapatória naquela zona. Mas esse facto não deixa o comandante dos voluntários de Vidago mais descansado. 'Quando eles chegam, já nós estamos fartos de lá estar. Ou seja, temos de esperar por eles.'

A situação tem criado alguns problemas no socorro rápido aos acidentados, como aconteceu há um mês num acidente no viaduto de Arcossó, em Vidago. 'Tivemos de percorrer alguns quilómetros a mais para poder socorrer uma senhora cujo veículo se tinha despistado', recorda Fernando Cadete. 'Só quando acontecer uma desgraça maior é que, depois, nos dão as chaves', acrescenta.

Ontem, o CM tentou, sem sucesso, obter esclarecimentos da NORSCUT, em Lamego.

PORMENORES

15 KM

Os Bombeiros de Vidago são responsáveis por 15 quilómetros da A24, no sentido Sul-Norte entre Bragado (V. Pouca de Aguiar) e Curalha, e os nós de Vidago e Bragado, no sentido Norte-Sul.

BOMBEIROS

As corporações de Salvação Pública, em Chaves e Vila Pouca de Aguiar, e o INEM não têm chaves dos portões de emergência. Na A24, entre Vila Real e Vila Verde da Raia, só a VMER e a GNR têm chaves.

5 ACIDENTES

Este ano, os Bombeiros de Vidago já foram solicitados a comparecer em cinco acidentes ocorridos na A24, sendo obrigados a percorrer vários quilómetros para poder socorrer as vítimas.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)