Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
3

Sócrates passa férias na neve

O primeiro-ministro, José Sócrates, está de férias desde 24 de Dezembro e só regressa à actividade de governação no primeiro fim-de--semana do ano, a 2 de Janeiro.
28 de Dezembro de 2009 às 00:30
José Sócrates regressa aos destinos de neve
José Sócrates regressa aos destinos de neve

Segundo apurou o CM, o líder socialista regressou à neve depois de dois anos de interregno após o acidente que sofreu no joelho. Apesar do sigilo em torno do destino de férias, sabe-se que Sócrates levou com ele os filhos. A Suíça tem sido a escolha de eleição do primeiro-ministro, que em 2005 teve um acidente ao fazer esqui, lesionando-se no menisco.

Em 2008, Sócrates preferiu passar o ano em Veneza, Itália, na companhia de Fernanda Câncio.

Com o chefe do Governo fora cabe ao ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, e do Estado e das Finanças, Teixeira dos Santos, respectivamente, o número dois e o número três do Executivo, comandar os destinos da governação. A preparação do próximo Orçamento de Estado é uma das prioridades.

Do lado da Oposição, a líder do PSD, Manuela Ferreira Leite, deverá manter-se pela capital.

Já Paulo Portas despediu-se dos colegas no dia 22 de Dezembro e foi passar o Ano Novo fora. Terá ido para a Eslovénia com o irmão, Miguel Portas. Francisco Louçã, do BE, também está fora do País. Já Jerónimo de Sousa, líder do PCP, que retoma actividade a 3 de Janeiro, tem por hábito ficar por Loures.

O presidente do Parlamento, Jaime Gama, ficou por Lisboa com a família, apesar de ser natural dos Açores.

PRESIDENTE PASSA O ANO EM FAMÍLIA

O Presidente da República e a família passaram o Natal em Lisboa e na Passagem de Ano não será diferente. Cavaco Silva, que irá gravar esta semana a mensagem de Ano Novo ao País, não se deslocou ao Algarve onde tradicionalmente passa as suas férias no Verão. n c.r

APONTAMENTOS

PLENÁRIO A 6 DE JANEIRO

A Assembleia da República retoma actividade a 4 de Janeiro. O primeiro plenário do ano é a 6 de Janeiro com a votação para a criação de uma comissão de inquérito à fundação para as Comunicações Móveis.

TRÊS MESES DECISIVOS

Os primeiros três meses de 2010 serão decisivos para a governabilidade socialista, com testes de ‘fogo’ como o Orçamento do Estado. O PSD também definirá se tem congresso extraordinário ou não.

PIQUETES NOS PARTIDOS

Nesta época, os partidos têm sempre dirigentes a postos para acompanhar a actualidade política. Na maioria dos casos são os líderes parlamentares a fazê-lo.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)