Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
9

Sónia Brazão: “Não há sinais de melhoras”

Prognóstico continua “muito reservado” e podem surgir mais complicações
9 de Junho de 2011 às 00:30
Processo de recuperação é “muito demorado"
Processo de recuperação é “muito demorado' FOTO: Diogo Pinto

O boletim médico divulgado pelo Hospital de São José, Lisboa, onde Sónia Brazão está internada com queimaduras de segundo e terceiro graus em 90% do corpo, não tem variado. A actriz de 37 anos continua "estável" mas com prognóstico "muito reservado".

Fonte hospitalar revelou ao CM que a situação "é muito grave" e "ainda não houve sinais de melhoras". O facto de a actriz ter comido sopa, como revelou a mãe, Nelsa Fonseca, é uma situação normal, como explica Zínia Serafim, médica e vice-presidente da Associação dos Amigos dos Queimados.

"No caso de queimaduras é necessário repor proteínas. Além disso, o intestino, por defesa, parou com o traumatismo, aumentando a proliferação de bactérias, que desencadeiam infecções. Por isso, é essencial comer [através de uma sonda] e ter uma dieta hipercalórica e hiperproteíca." A especialista diz ainda que o processo de recuperação é "muito demorado" e que podem surgir complicações ao nível dos rins, fígado, coração e pulmões. O apoio psicológico é fundamental nesta fase.

"A CARA NÃO FICOU COM FERIMENTOS"

"Graças a Deus a Sónia não sofreu ferimentos na cara. Estou muito optimista e sei que ela vai ficar boa e vai continuar linda como sempre foi", revela a amiga Sónia Costa, que tem tido informações através de Luís Fonseca, irmão da actriz. Com queimaduras de segundo e terceiro graus, "há uma destruição de todas as camadas da pele, e o organismo não a consegue regenerar", explica Zínia Serafim. A pele terá de ser transplantada, sendo que as cicatrizes só estabilizam anos mais tarde.

FAMÍLIA CONTINUA NO SÃO JOSÉ

Luís Fonseca, irmão de Sónia Brazão, foi o único familiar que até ao momento a viu. No entanto, a sala de espera da Unidade de Queimados do Hospital de São José está sempre cheia. A mãe da actriz, Nelsa Fonseca, passou, como tem acontecido sempre, o dia no hospital. É também Luís Fonseca quem tem tratado das burocracias com a seguradora relativas aos danos causados pela explosão no prédio.

sónia brazão explosão algés hospital
Ver comentários