Barra Cofina

Correio da Manhã

Famosos
8

"Quando Ronaldo morrer devia doar o cérebro ao museu da FIFA"

Livre do jogador deu o empate seleção portuguesa e deixou o mundo admirado.
17 de Junho de 2018 às 14:06
Cristiano Ronald
Publicação do jogo ao minuto
Cristiano Ronaldo, Mundial 2018, Portugal, Espanha
Cristiano Ronald
Publicação do jogo ao minuto
Cristiano Ronaldo, Mundial 2018, Portugal, Espanha
Cristiano Ronald
Publicação do jogo ao minuto
Cristiano Ronaldo, Mundial 2018, Portugal, Espanha
Cristiano Ronaldo foi o homem do jogo Portugal-Espanha, que marcou a estreia da seleção portuguesa no Mundial 2018, na Rússia, esta quarta-feira.

O 'melhor do mundo' entrou com tudo no campeonato do Mundo e pronto a mostrar quem manda em campo. Os portugueses aplaudiram-no e o empate soube quase a vitória, não não foi só Portugal que esteve de olhos postos no capitão da equipa das quinas.

O planeta parou para ver mais uma exibição de excelência de CR7 e se o penalti e o segundo golo do craque português já deram que falar, o livre que deu o empate a Portugal deixou todos de queixo caído.

O capitão da selecção nacional meteu as mãos na cintura, puxou os calções da perna direita, olhou com foco para a bola e a baliza. O mundo parecia ter parado para o jogador português naquele momento. Avança e, sem hesitação, marca um livre fabuloso... até agora o melhor golo do Mundial. 

Cristiano Ronaldo foi visto como "Deus" e o 'The Guardian' foi ainda mais longe. Aos 89 minutos, o jornal quase que não arranjou palavras para elogiar o craque. "Quando o Ronaldo morrer devia doar o cérebro ao museu da FIFA porque a sua força mental é incompreensível."


O craque português foi considerado o melhor em campo e até teve direito a um troféu. O momento foi partilhado pelo próprio através da sua conta de Instagram. "Feliz por ter sido eleito o melhor em campo. Bom trabalho de equipa", escreveu.

Feliz por ter sido eleito o melhor em campo. Bom trabalho de equipa!

Uma publicação partilhada por Cristiano Ronaldo (@cristiano) a






Ver comentários