Barra Cofina

Correio da Manhã

Famosos
2

Salvador Sobral gera polémica em concerto solidário

"Vou mandar um peido a ver o que é que acontece", disse o cantor durante a homenagem às vítimas de Pedrógão Grande.
28 de Junho de 2017 às 08:50
Salvador Sobral
Salvador Sobral no Meo Arena
Salvador Sobral  no palco
Salvador Sobral  no palco
Salvador Sobral  no palco
Salvador Sobral
Salvador Sobral
Salvador Sobral no Meo Arena
Salvador Sobral  no palco
Salvador Sobral  no palco
Salvador Sobral  no palco
Salvador Sobral
Salvador Sobral
Salvador Sobral no Meo Arena
Salvador Sobral  no palco
Salvador Sobral  no palco
Salvador Sobral  no palco
Salvador Sobral

Salvador Sobral foi um dos grandes nomes da música portuguesa que participou no concerto solidário de homenagem às vítimas de Pedrógão Grande mas, durante a atuação, protagonizou um dos momentos mais insólitos e polémicos da noite.

Enquanto cantava o tema que lhe deu a vitória no Festival  Eurovisão da Canção, ‘Amar pelos Dois’, o cantor era aplaudido efusivamente pelo público. Foi então que comentou: "Eu sempre que faço qualquer coisa vocês aplaudem. Vou mandar um peido para ver o que é que acontece".

O cantor, apesar do comentário, voltou a ser aplaudido e continuou depois a atuação.

Pedido de desculpa nas redes sociais

Depois de estalar a polémica, nas redes sociais o cantor admite que foi "bastante inoportuno" e pede desculpa pelo comentário feito, dizendo que é característica sua falar "duas vezes antes de pensar".

"Sempre falei duas vezes antes de pensar. Esta minha característica tem a sua parte boa e também a parte má. Ontem, infelizmente, reconheço que fui bastante inoportuno. Espero que esta triste intervenção não nos faça esquecer o passo que demos juntos, desde os músicos até vocês que contribuíram para ajudar aqueles que estão em sofrimento neste momento, que são o mais importante no meio de tudo isto", escreve o cantor na sua página oficial de Facebook.

"Peço desculpa se ofendi alguém, sinceramente. Não era a minha intenção, nunca foi", conclui a voz de ‘Amar Pelos Dois’.



O concerto "Juntos por Todos", que decorreu esta terça-feira em solidariedade com as vítimas dos fogos florestais, angariou um 1.153 mil euros, revertendo a favor da União de Misericórdias Portuguesas para reforçar o apoio às populações afetadas.

Ao longo de toda a noite de terça-feira, 25 artistas portugueses subiram ao palco do Meo Arena, em Lisboa, para um concerto solidário com lotação esgotada, 14 mil pessoas, e teve na plateia figuras como o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa e o Presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues.

Ver comentários