Barra Cofina

Correio da Manhã

Famosos
7

William e Harry não perdoam paparazzi pela morte de Diana

"As pessoas que causaram o acidente, em vez de a ajudarem, estavam a tirar fotografias dela a morrer”, acusam.
Miguel Azevedo 31 de Agosto de 2017 às 01:30
Diana morreu a 31 de agosto de 1997
Diana morreu a 31 de agosto de 1997
Diana morreu a 31 de agosto de 1997
Diana morreu a 31 de agosto de 1997
Diana morreu a 31 de agosto de 1997
Diana morreu a 31 de agosto de 1997
Diana morreu a 31 de agosto de 1997
Diana morreu a 31 de agosto de 1997
Diana morreu a 31 de agosto de 1997
Diana morreu a 31 de agosto de 1997
Diana morreu a 31 de agosto de 1997
Diana morreu a 31 de agosto de 1997
É uma mágoa que irá perdurar para toda a vida. Harry e William não perdoam os paparazzi que perseguiam a mãe, no momento do acidente de viação fatal a 31 de agosto de 1997 num túnel em Paris. No novo documentário, que assinala os 20 anos da morte da princesa do povo, Harry não esconde a revolta que ainda hoje sente. "Ela tinha um traumatismo grave na cabeça, mas estava viva no banco de trás. As pessoas que causaram o acidente, em vez de a ajudarem, estavam a tirar fotografias dela a morrer", diz o filho mais novo de Diana que lamenta ainda a facilidade com que essas fotografias chegaram às redações de todo o Mundo.

No documentário, que conta também com depoimentos de William, os dois filhos de Diana lamentam que o último telefonema para a mãe, na noite fatídica, tenha sido tão breve. Para contrariar todas as polémicas, Harry e William garantem que nunca foram obrigados a ir ao funeral, que foram por vontade própria e que o pai e a avó, a rainha Isabel II sempre foram os seus grandes apoios.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)