Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
8

Acompanhante de luxo dispara contra cliente por não saber fazer sexo oral

Mulher baleou a vítima na cabeça.
9 de Novembro de 2017 às 12:23
Polícia de Everett
Polícia de Everett
Polícia de Everett
Polícia de Everett
Polícia de Everett
Polícia de Everett
Uma acompanhante de luxo atingiu a tiro um cliente na cabeça duas vezes porque o homem não estava a dar-lhe prazer com sexo oral.

O crime aconteceu o mês passado em Everett, nos EUA, e, esta quarta-feira, um jornal local avançou o que levou a mulher a balear o cliente. Segundo um detetive da polícia local, a mulher "não demonstra emoção e parece ser fria e calculista". Ao ser interrogada "disse que baleou a vítima duas vezes na cabeça porque ele estava a fazer sexo oral de forma errada e ela não sabia como lhe dizer isso", adianta o detetive.

Tudo aconteceu a 24 de outubro, quando a polícia foi chamada a acudir um homem de 36 anos, encontrado inconsciente e ensanguentado em casa. Quando chegaram, viram que o homem tinha duas balas alojadas na cabeça e a sua carteira tinha desaparecido.

A mulher, de 21 anos, era presença habitual na casa e tinha sido a última pessoa a ser vista na residência. Na altura do crime, cerca de 10 mil euros foram retirados da conta da vítima. A mulher foi, então, detida e confessou o crime, pedindo até para que a caução fosse entregue a outro dos seus clientes, para que fosse paga.

As autoridades resolveram, então, deter a suspeita com uma caução de um milhão de dólares, para impedir que escapasse. Está acusada de tentativa de homicídio, assalto e roubo de identidade.
EUA Everett crime lei e justiça polícia crime homicídio
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)