Caçador é atacado até à morte depois de abater um búfalo

Grupo de búfalos selvagens ataca ao perder um membro da manada, na Àfrica do Sul.
14.07.18
Um conhecido caçador profissional foi atacado até à morte por um búfalo selvagem depois de ter abatido a tiro outro membro da manada, perto do rio Levubu, na África do Sul.

Claude Kleynhams, antigo polícia de 54 anos, preparava-se para carregar o corpo do animal caçado para a viatura quando foi brutalmente atacado por um outro búfalo pertencente à mesma manada da presa. O caçador teve morte imediata ao ser atingido por um chifre na artéria femoral, de acordo com o The Sun.

O ex-polícia era um caçador de renome e proprietário de uma empresa de Safaris de Caça, no Limpopo, na África do Sul. Claude Kleynhams pai de três filhos era conhecido como um "cristão apaixonado" e "um dos caçadores mais éticos do país".

O mundo da caça de grande porte mostrou bastante tristeza e angústia perante o sucedido. No entanto, muitos foram os comentários críticos, em defesa dos animais, publicados na página de Facebook do caçador.

De acordo com o The Sun, este ataque não se considera muito estranho tendo em conta que os búfalos estão entre as cinco presas mais perigosas para os caçadores. São um animal bastante agressivo e quando um membro da manada está em perigo o restante grupo ataca em sua defesa.

Atualmente, o búfalo selvagem é o principal responsável pela maioria das mortes de caçadores na África do Sul.

pub

pub