Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
8

Casa com homicida preso depois de o conhecer pelo telefone

Homem está a cumprir pena de 60 anos de prisão. Casal celebrou matrimónio na cadeia.
Correio da Manhã 19 de Julho de 2020 às 20:36
Monique casou na prisão com Arthur
Monique casou na prisão com Arthur
Monique casou na prisão com Arthur
Monique casou na prisão com Arthur
Monique casou na prisão com Arthur
Monique casou na prisão com Arthur
Monique casou na prisão com Arthur
Monique casou na prisão com Arthur
Monique casou na prisão com Arthur
Monique casou na prisão com Arthur
Monique casou na prisão com Arthur
Monique casou na prisão com Arthur

Monique Stallworth, uma norte-americana de 33 anos, casou este ano, pouco tempo antes da pandemia do novo coronavírus ganhar força em todo o mundo e admite agora que tomou a decisão acertada. A mulher, que tem dois filhos, escolheu para marido um criminoso condenado e que está preso, a cumprir uma pena de prisão de 60 anos por homicídio qualificado. O caso tem dado que falar.

Monique diz que nunca achou possível apaixonar-se por Arthur, mas após 10 meses de namoro a mulher estava rendida ao homicida, que prometeu ‘reformar-se’ dos dias de crime e mudar. Arthur está a cumprir pena na cadeia de Kern Valley, na Califórnia.

A mulher conheceu Arthur através de amigos e acabou por entrar em contacto com o criminoso por telefone. Falaram durante 4 meses até ao primeiro encontro. Na prisão, claro.

Monique foi pedida em casamento depois de ter ido a casa da avó de Arthur, para buscar o anel de família e o casal celebrou o casamento em fevereiro deste ano, na cadeia, perante os filhos de Monique e de Arthur. Monique usou um vestido branco, como manda a tradição, mas o noivo teve que manter as roupas de presidiário.

Em entrevista ao Metro, a mulher confessa que não podia estar mais feliz com a decisão que tomou, ainda que não lhe seja possível ver o marido todos os dias. “Ele é muito gentil. Somos perfeitos juntos. E sinto-me orgulhosa de lhe chamar marido. O maior desafio que enfrentamos é ele estar na prisão. Mas com o amor que temos um pelo outro, o conforto e o apoio, vamos ultrapassar tudo e sair por cima”, afirma Monique.

Desde que começou a relação com Monique, Arthur prometeu que vai manter o bom comportamento. O presidiário já tratou de marcar uma audiência, para poder ter hipótese de sair em liberdade condicional e ainda poder viver alguns anos com a mulher.

Monique Stallworth Arthur questões sociais crime lei e justiça justiça e direitos prisão
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)