Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
4

China aconselha assistentes de bordo a utilizarem fraldas para reduzir risco de contágio da Covid-19

Sugestão consta de um conjunto de novas diretrizes a aplicar em voos de e para países de alto risco.
Correio da Manhã 11 de Dezembro de 2020 às 16:43
Interior de avião
Interior de avião FOTO: Getty Images
A pandemia da Covid-19 durante há praticamente um ano, afetando vários setores das sociedades a nível mundial.

O setor da aviação, por exemplo, registou quebras acentuadas no número de passageiros, que esperam agora retomar as viagens em segurança.

Para isso, a Administração da Aviação Civil da China divulgou novas diretrizes para o setor no país.

Entre as novas recomendações encontram-se melhores práticas de higiene a aplicar nos voos e no aeroporto, nomeadamente uma sugestão para que os assistentes e tripulantes de bordo usem fraldas descartáveis para evitarem utilizar a casa de banho.

A medida surge entre outras tantas como a utilização de máscaras cirúrgicas, luvas descartáveis ??de dupla camada, óculos de proteção, chapéus descartáveis, roupas de proteção descartáveis ??e protetores de calçados em voos de e para países de alto risco. 

De acordo com a televisão norte-americana, a casa de banho de um avião foi o possível local de contágio de uma mulher que viajou em agosto de Itália para a Coreia do Sul.

A companhia aérea japonesa ANA anunciou no início deste ano um protótipo de uma nova porta de casa de banho onde não será necessário utilizar as mãos. Já a Boeing solicitou uma patente para uma casa de banho que se limpa sozinha, com recurso a luz ultravioleta para limpar 99,9% dos germes após cada uso.
China Covid-19 transportes aviação medidas insólito fraldas assistentes tripulantes voos
Ver comentários