Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
2

"É a máscara mais segura que tenho disponível": Milionário detido por usar cuecas de senhora em vez de máscara

John McAfee foi detido na Noruega pelas autoridades do aeroporto de Oslo ao recusar usar máscara de proteção contra Covid-19.
Correio da Manhã 13 de Agosto de 2020 às 20:13
John McAfee à chegada ao aeroporto com cuecas de mulher na face
John McAfee à chegada ao aeroporto com cuecas de mulher na face
John McAfee à chegada ao aeroporto com cuecas de mulher na face
John McAfee no momento da detenção
John McAfee alega ter sido esmurrado no olho por resistir à detenção
John McAfee explica a um seguidor no Twitter que esteve preso 14 horas
John McAfee à chegada ao aeroporto com cuecas de mulher na face
John McAfee à chegada ao aeroporto com cuecas de mulher na face
John McAfee à chegada ao aeroporto com cuecas de mulher na face
John McAfee no momento da detenção
John McAfee alega ter sido esmurrado no olho por resistir à detenção
John McAfee explica a um seguidor no Twitter que esteve preso 14 horas
John McAfee à chegada ao aeroporto com cuecas de mulher na face
John McAfee à chegada ao aeroporto com cuecas de mulher na face
John McAfee à chegada ao aeroporto com cuecas de mulher na face
John McAfee no momento da detenção
John McAfee alega ter sido esmurrado no olho por resistir à detenção
John McAfee explica a um seguidor no Twitter que esteve preso 14 horas

Excêntrico como poucos, John McAfee voltou a estar no centro de uma polémica no último fim-de-semana, ao tentar entrar na Noruega, com uma cueca de senhora na face em vez de uma máscara de proteção contra o coronavírus.

O milionário que criou o McAfee, primeiro programa antivírus comercial para computadores, recusou-se a trocar a "máscara" a pedido das autoridades policiais do aeroporto de Oslo, e ainda ganhou um olho negro ao resistir à detenção.

A história é contada pelo próprio na sua conta do Twitter, acompanhada por várias fotografias a ilustrar o sucedido. "A minha máscara para o coronavírus foi o problema", ironizou John McAffee.

"Insisto que é a máscara mais segura que tenho disponível e recuso-me a usar qualquer outra coisa… pelo bem da minha saúde! Autoridade?!?!?!?!?".

Com 75 anos, o patrão da McAfee Associates, que dirigiu entre 1987 e 1994 antes de se demitir da empresa, é conhecido pelas suas tiradas excêntricas.

Com uma fortuna avaliada em 67 milhões de euros antes da crise financeira de 2008, John McAfee tem desentendimentos regulares com a lei, afirmando mesmo não pagar impostos desde 2010.

Na segunda-feira, voltou a publicar uma mensagem no Twitter a explicar que esteve preso durante 14 horas no centro de detenção do aeroporto, seguindo depois de avião para a Bielorrússia.

Não será de espantar este apetite pela polémica, já que o antigo país da União Soviética está a braços com uma crise política após as recentes eleições que deram a sexta vitória a Aleksander Lukashenko, considerado o último bastião das ditaduras europeias.

Já no verão do ano passado John McAfee foi detido na República Dominicana quando as autoridades policiais descobriram rifles e metralhadoras de assalto a bordo do seu iate.

E o fundador da McAfee Associates nem sequer tentou esconder a ilegalidade: ele próprio auto-publicou-se nas redes sociais armado até aos dentes ao largo daquele país das Caraíbas.

McAfee Associates John McAfee Twitter Noruega polícia covid-19 coronavirus
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)