Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
6

“Encantador de cobras” morre com mordida de cobra gigante

Veneno do réptil com quatro metros matou o homem em poucas horas.
17 de Março de 2018 às 11:06
Abu sempre foi encantado por cobras
O homem era conhecido por beijar os animais
Abu costumava ler para os animais
O veneno da cobra matou o bombeiro em poucas horas
Abu tinha 33 anos
Abu sempre foi encantado por cobras
O homem era conhecido por beijar os animais
Abu costumava ler para os animais
O veneno da cobra matou o bombeiro em poucas horas
Abu tinha 33 anos
Abu sempre foi encantado por cobras
O homem era conhecido por beijar os animais
Abu costumava ler para os animais
O veneno da cobra matou o bombeiro em poucas horas
Abu tinha 33 anos

Abu Zarin Hussin, bombeiro dedicado à captura e criação de cobras venenosas, morreu após ser mordido por uma cobra, com quatro metros, que tentava capturar. O homem, de 33 anos, natural da Malásia, era conhecido como "o encantador de cobras" por domar e beijar os répteis.

O bombeiro, que dava aulas aos colegas sobre como lidar com os animais e capturar cada espécie, sem as magoar, morreu poucas horas após a mordida.

Abu já tinha estado em coma duas vezes devido ao veneno de duas das cobras mais perigosas do mundo e apesar dos alertas dos médicos, não tinha planos para abandonar a profissão.

"A dor de uma mordida de cobra é tão grande que chega ao ponto de não dar para descrever", afirmou o homem em entrevista ao jornal The Sun.

Abu era uma celebridade na sua cidade e muitos se deslocavam à casa do "encantador"  para assistir à "hora da leitura" - momento em que o homem lia para as cobras.


Abu Zarin Hussin bombeiro Abu interesse humano animais cobras réptil encantador
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)