Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
9

EUA: Viúva adolescente pede autorização para matar intruso

Uma norte-americana telefonou para o número de emergência 911 (equivalente ao 112 nos EUA) e pediu autorização para abater um homem que tentava entrar no seu quarto, acabando por matar o intruso.
5 de Janeiro de 2012 às 15:05
Jovem apontou a caçadeira enquanto falava com o operador do 911
Jovem apontou a caçadeira enquanto falava com o operador do 911 FOTO: D.R.

Sarah McKinley, de 18 anos, estava a fazer a passagem de ano em sua casa, em Blanchard (estado do Oklahoma), quando dois homens introduziram-se no imóvel, onde ela tinha por única companhia o filho de três meses. A jovem tinha enviuvado na semana anterior, pois o seu marido sucumbiu a um cancro.

A mãe adolescente refugiou-se no quarto, com uma pistola e uma caçadeira, e telefonou para o 911, descrevendo o que se estava a passar e perguntando se podia defender-se. "Tenho duas armas nas mãos. Posso disparar se ele abrir a porta?", disse ao operador.

"Não lhe posso dizer que pode fazer isso, mas deve fazer o que for preciso para proteger o bebé", respondeu o operador, que ficou a falar com Sarah durante 21 minutos, enquanto o intruso, que estava acompanhado por um cúmplice, tentava arrombar a porta.

O cadáver do homem, que entrou no quarto com uma faca na mão, foi encontrado em cima de um sofá que a jovem utilizara para barricar a porta e as autoridades consideraram que esta agiu em legítima defesa.

Um cúmplice que também entrara na residência fugiu ao ouvir o disparo e entregou-se às autoridades, que entretanto chegaram ao local.

Alguns dias antes de ser morto, o homem aparecera à porta da viúva, dizendo ser um vizinho que pretendia dar-lhe os pêsames, mas a jovem viúva recusou-se a abrir a porta.

Oklahoma 911 112 Linha de emergência Caçadeira Pistola Viúva adolescente
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)