Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
5

Irmã de Britney Spears acusa carros eléctricos de serem "assassinos de gatos"

Atriz apontou o dedo a todos os elétricos, em particular os da Tesla.
Correio da Manhã 20 de Janeiro de 2021 às 17:43

Os automóveis elétricos já foram acusados de quase tudo, mas Jamie Lynn Spears, irmã da conhecida cantora Britney Spears, acaba de descobrir algo que ainda ninguém tinha percebido e acusa-os de serem uns "assassinos silenciosos de gatos".

A atriz, de 29 anos, que ficou conhecida pela participação na série Zoey 101, garante que a ausência de ruído do seu carro elétrico já fez com que matasse vários gatos, uma vez que eles não ouvem o veículo e não se desviam.

As críticas da atriz têm como alvo todos os elétricos, mas em particular os da Tesla, já que é um desses automóveis que conduz todos os dias. Ainda assim, Jamie Lynn garante que apesar de já ter atropelado vários gatos, a culpa não é sua, que por mero acaso ia ao volante, mas sim do construtor liderado por Elon Musk, que faz automóveis demasiado silenciosos.

De acordo com a imprensa local, Jamie Lynn terá mesmo chamado Elon Musk para a "conversa", ao escrever: "Elon Musk, vamos lá resolver isto, porque me deves um par de gatos". Mas mais tarde, confessou: "Sim, eu estou consciente que há erros envolvidos por parte do condutor, mas vamos lá colaborar para salvar umas vidas de gatos".

Ao admitir ter atropelado gatos, a irmã mais nova da cantora de 39 anos foi alvo da fúria dos internautas nas redes sociais. Porém, e depois de várias críticas, Jamie Lynn lá admitiu que, afinal, não matou gato nenhum, levando a que ninguém acreditasse na sua história.

Certo, é que mesmo depois de dizer que os Tesla são "assassinos silenciosos de gatos", Jamie Lynn Spears continua ser resposta por parte de Elon Musk, que optou por manter-se fora desta "guerra" nas redes sociais.

Jamie Lynn Spears Britney Spears Elon Musk Tesla Elétricos Gatos