Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
4

Lésbica com saudades de fazer sexo com um homem engravida do amante

Mulher casada viu-se obrigada a abortar para não magoar a companheira.
8 de Outubro de 2018 às 18:57
Casal
Sexo
Sexo
Sexo
Sexo
Casal
Sexo
Sexo
Sexo
Sexo
Casal
Sexo
Sexo
Sexo
Sexo
Uma mulher britânica abortou após ter traído a companheira e engravidado do amante. A jovem escreveu para a coluna sentimental do jornal The Sun a pedir ajuda, porque percebeu que "estava a brincar com a vida das pessoas".

A vida agitada das duas mulheres casadas - ambas enfermeiras em hospitais diferentes e com turnos desencontrados - levou a que a britânica, de 34 anos, se abrisse a outras experiências. Casada há apenas um ano, a mulher manteve relações com homens e mulheres até se ter comprometido no matrimónio.

Conheceu o homem numa saída de amigas após o trabalho: "Vi-o num restaurante de kebabs. Ele estava com uns amigos e havia uma grande confusão com os pedidos. Mora na minha rua e, quando as pessoas começaram a despedirem-se, ficámos só os dois. O meu kebab tinha muito molho picante e ele ofereceu-me um copo de água em sua casa", começou por contar à publicação.

O homem estava sozinho em casa uma vez que a mulher e a filha, com apenas dois anos, tinham ido à Escócia visitar familiares. Trocaram números de telefone e, a partir daí, começaram a falar. "Mandei-lhe uma mensagem quando cheguei a casa e ele convidou-me para beber uma garrafa de vinho em casa dele na noite seguinte. Acabei por admitir que sentia falta de ter sexo com um homem [...] Ele disse que tinha a fantasia de fazer sexo com uma lésbica", acrescentou a mulher, cuja identidade nunca é revelada.

A britânica ficou grávida do amante e abortou. "Começámos a encontrarmo-nos sempre que podíamos e, no mês passado, descobri que estava grávida. Tive de fazer um aborto ou a minha mulher ia ficar de coração partido. Percebi que estava a brincar com a vida das pessoas".

A conselheira sentimental disse entender os "prazeres e tentações que ocorrem por se ser bissexual" mas que gostar de homens e mulheres não é desculpa para se trair. "Se realmente sente falta de fazer sexo com um homem tem de ser honesta com a sua mulher e terminar tudo".

Caso contrário, "terá de ver como mudar a sua vida profissional ou pessoal para poderem estar mais tempo de qualidade juntas" e trabalhar na relação.
The Sun Ele Escócia questões sociais aborto sexo relações