Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
3

Nove factos estranhos sobre o sexo que prometem surpreender

Ross Benes, autor norte-americano de 'O Efeito do Sexo', revela pesquisa insólita.
5 de Abril de 2017 às 13:21
Vibradores foram idealizados para curar mulheres da histeria
Corn Flakes e Graham Crackers foram inventados para prevenir a masturbação
Médicos usavam selos postais para combater a disfunção erétil
O exército norte-americano quase construiu uma bomba que tornava os inimigos gays
Investigadores não conseguiam encontrar pessoas que vissem pornografia para um estudo
Padres tinham hábito de se castrarem
Vibradores foram idealizados para curar mulheres da histeria
Corn Flakes e Graham Crackers foram inventados para prevenir a masturbação
Médicos usavam selos postais para combater a disfunção erétil
O exército norte-americano quase construiu uma bomba que tornava os inimigos gays
Investigadores não conseguiam encontrar pessoas que vissem pornografia para um estudo
Padres tinham hábito de se castrarem
Vibradores foram idealizados para curar mulheres da histeria
Corn Flakes e Graham Crackers foram inventados para prevenir a masturbação
Médicos usavam selos postais para combater a disfunção erétil
O exército norte-americano quase construiu uma bomba que tornava os inimigos gays
Investigadores não conseguiam encontrar pessoas que vissem pornografia para um estudo
Padres tinham hábito de se castrarem
Aqui estão os nove factos mais estranhos sobre a sexualidade, que Ross Benes descobriu enquanto escrevia o seu novo livro, 'The Sex Effect'.

1 - Flocos de milho e bolachas de água e sal foram inventadas para prevenir a masturbação

Sylvester Graham e John Kellogg eram pregadores evangélicos, pelo que eram contra o ato sexual. Ambos inventaram as Graham Cracker (bolachas de água e sal) e os Cornflakes (flocos de milho) porque achavam que se os adolescentes comessem cereais e bolachas com pouco sabor, iriam parar de se masturbar.

2 - Médicos usavam selos postais para combater a disfunção erétil

Se a disfunção for uma questão psicológica, então o homem poderá ter ereções durante o sono. Para testarem, os médicos enrrolavam selos postais em volta do pénis de um paciente e viam se tinha havido ereção ou não. Se o pénis rasgasse as perfurações que ligam os selos, era porque tinham tido uma ereção noturna.

3 - Vibradores foram idealizados para curar mulheres da histeria

Durante a Era Vitoriana, as mulheres irritadiças eram diagnosticadas com uma doença chamada "histeria". Ora, desde que a masturbação ficou conhecida, as mulheres procuravam que os médicos massajassem as suas vaginas, como de um tratamento se tratasse, com a impressão de que o ato lhes aliviava a tensão. Como estas massagens eram extremamente cansativas, os médicos inventaram o vibrador para acelerar o processo.

4 - O exército norte-americano quase construiu uma bomba que tornava os inimigos gays

Em 1990, investigadores do exército dos Estados Unidos propuseram a criação de uma arma que soltasse feromonas sobre as tropas inimigas com a intenção de os fazer sentir-se sexualmente atraídos uns pelos outros. O projeto foi reijeitado e, em 2007, ganhou o Prémio IgNobel, uma brincadeira para cientistas que fazem pesquisas e criações inúteis.

5 - Investigadores não conseguiam encontrar pessoas que vissem pornografia para um estudo

A taxa visualização de pornografia é tão alta que a Universidade de Montreal não conseguiu fazer o estudo que pretendiam. É que os investigadores queriam examinar homens que nunca tivessem visto porno mas tiveram que parar o estudo porque não encontravam ninguém nestas condições. "Começámos a pesquisar homens na casa dos 20 que nunca tivessem visto pornografia. Não encontrámos nenhum", disse um dos investigadores.

6 - Inventor da pílula baseia-se no 'método do ritmo' aprovado pela Igreja

Dado que a Igreja já tinha aprovado o 'método do ritmo', John Rock criou a pílula a pensar num ciclo de 28 dias, o que combinaria com o ciclo menstrual da mulher, na esperança de ter a aprovação da Igreja por tentar criar um método contraceptivo o mais natural possível.

7 - Prostitutas muçulmanas casavam, temporariamente, várias vezes

Nalguns países muçulmanos, os casamentos temporários são tolerados, pelo que algumas prostitutas islâmicas usam estas breves uniões como uma camuflagem religiosa para satisfazerem os seus desejos sexuais, algo que seria considerado uma infâmia se não fossem casadas.

8 - Padres tinham hábito de se castrarem

O primeiro cânone do primeiro conselho ecuménico da Igreja Católica impedia que fossem padres todos aqueles que se castrassem. Isto faz o leitor pensar o quão frequentemente os homens devotos cortavam os seus testículos.

9 - Aquela vez em que um médico mostrou o pénis numa conferência de urologia

Numa conferência da Associação Americana de Urologia, o fisiologista Giles Brindley captou a atenção do público para pesquisas sobre a impotência. Na sua pesquisa, Giles queria demonstrar a eficiência de drogas injetáveis no tratamento da impotência. Para tal, o fisiologista decidiu injetar a droga no seu pénis e, orgulhosamente, mostrou o orgão sexual a toda a plateia.
The Sex Effect Ross Benes sexo livro
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)