Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
5

Profissional do aconchego faz carreira em Nova Iorque (COM VÍDEO)

Uma nova-iorquina de 29 anos criou um negócio tão inovador quanto polémico ao cobrar por aconchegar-se na cama com homens que recebe em sua casa. Apesar de as profissionais da empresa The Snuggery ('O Aninhamento') deixarem claro que nunca pode haver contacto sexual, não faltam críticos a considerá-las "piores do que prostitutas".
5 de Novembro de 2012 às 18:15
Jacqueline Samuel, de 29 anos, ganha a vida a aninhar-se com os clientes
Jacqueline Samuel, de 29 anos, ganha a vida a aninhar-se com os clientes

Uma sessão de 45 minutos com Jacqueline Samuel custa 50 dólares (39,10 euros), subindo esse valor para 60 dólares (46,95 euros) se o aconchego durar uma hora e para 90 dólares (70,40 euros) se chegar a uma hora e meia. Os clientes pagam o dobro se houver duas mulheres envolvidas.

O negócio está a correr tão bem que Jacqueline aconchega cerca de 30 homens todas as semanas na sua casa em Nova Iorque. "Aninharmo-nos é saudável, espiritural e divertido", disse Jacqueline Samuel.
 
No site oficial da empresa Jacqueline descreve-a como "um local para fazer um intervalo do corre-corre da vida e focarmo-nos no simples e restaurador prazer do toque".

Aconchego Paga à hora Nova Iorque EUA Jacqueline Samuel Prostituição Profissional
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)