Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
9

Sex shop lança banco de bicicleta com vibrador

Ciclistas podem pedalar e masturbar-se ao mesmo tempo.
19 de Setembro de 2016 às 16:42
Selim com vibrador custa 50 euros
Selim com vibrador custa 50 euros
Selim com vibrador custa 50 euros
Selim com vibrador custa 50 euros
Selim com vibrador custa 50 euros
Selim com vibrador custa 50 euros
Selim com vibrador custa 50 euros
Selim com vibrador custa 50 euros
Selim com vibrador custa 50 euros
Selim com vibrador custa 50 euros
Selim com vibrador custa 50 euros
Selim com vibrador custa 50 euros
Selim com vibrador custa 50 euros
Selim com vibrador custa 50 euros
Selim com vibrador custa 50 euros

Andar de bicicleta faz fortalecer os músculos, mas a partir de agora esta atividade física pode tornar-se ainda mais prazerosa.  

A sex shop Fluid Lab e a Mala de Garupa, uma marca especializada em acessórios para bicicletas, lançaram uma versão 100% brasileira de bancos de bicicleta removíveis com um vibrador estrategicamente posicionado. Além de ter uma base macia, com uma capa de pano lavável, o acessório traz ainda um comando para escolher a velocidade da vibração.

Ao selim as responsáveis da marca decidiram chamar ‘Annie’, uma homenagem a Annie Cohen Londonderry, conhecida como a primeira mulher a dar a volta ao mundo de bicicleta (1895).

De acordo com Brunna Rosa, responsável pela marca Fluid Lab, muitas pessoas acham a proposta estranha mas já há mulheres a aderirem ao acessório, que custa cerca de 50 euros.

"O objetivo principal é colocar o prazer num espaço de naturalidade e também promover a cultura das bicicletas. Isso foi alcançado plenamente e estamos muito felizes com a repercussão", adianta.

sex shop vibrador bicicleta selim masturbação orgasmos ciclistas mulheres
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)