Barra Cofina

Correio da Manhã

Insólitos
7

Vive com brinquedo no pulmão durante 40 anos

Homem diagnosticado com cancro do pulmão, que afinal era um cone de trânsito da Playmobil.
Inês Viegas Neves e Pedro Zagacho Gonçalves(pedrogoncalves@cmjornal.pt) 27 de Setembro de 2017 às 18:23
Cone de trânsito do Playmobil
Playmobil
Playmobil
Playmobil
Cone de trânsito do Playmobil
Playmobil
Playmobil
Playmobil
Cone de trânsito do Playmobil
Playmobil
Playmobil
Playmobil
Um homem britânico, de 47 anos, inicialmente diagnosticado com um tumor no pulmão, tinha afinal um brinquedo da Playmobil alojado nas vias respiratórias. Ser fumador, ter tosse forte e secreções nasais foram as razões que levaram o paciente a procurar ajuda num hospital em Preston, em Inglaterra.

No primeiro diagnóstico, os médicos detetaram que o homem tinha uma "massa atípica nos pulmões" e não hesitaram em pensar que seria um cancro.

Mas, depois de vários exames especializados, foi revelado que o tumor afinal era um brinquedo que o homem tinha engolido quando era criança. 

Segundo os especialistas, o objeto em causa era um "cone de trânsito da Playmobil". O homem contou aos médicos que tinha recebido um conjunto de brinquedos dessa marca, quando tinha comemorado o sétimo aniversário. O paciente acredita que pode ter engolido o brinquedo, momentos depois de o ter recebido como presente.

Depois de uma cirurgia para retirar o brinquedo, com cerca de 1 centímetro, o homem acabou por ficar curado, sem os sintomas que tinha descrito aos médicos.

De acordo com um estudo feito sobre este caso, os médicos afirmam ter sido a primeira vez que um objeto se mantém nas vias aéreas de alguém durante um longo período de tempo. Em BMJ Case Reports, os autores explicam que apesar das "inalações acidentais serem comuns nas crianças", os sintomas aparecem na "mesma altura" em que o acidente ocorre. 



Playmobil Preston Inglaterra saúde questões sociais Notícias do Dia Florianópolis Globo BMJ