Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
1

Direito de Resposta de Ágata

Referente às notícias sobre a separação da cantora.
2 de Março de 2019 às 01:30
A propósito de notícias sobre a cantora, recebemos o seguinte direito de resposta:

"No decurso da semana transata, no âmbito da atividade das publicações periódicas que V. Exas. dirigem, foram publicadas um conjunto de notícias alusivas à reserva da minha vida privada que, por difundirem informações falsas ou imprecisas, são passíveis de atentar contra a minha honra.

Permitam-me, assim, no exercício do direito de resposta que a Lei me confere, assertar a V. Exas. o seguinte:
- Não corresponde à verdade que a relação com Francisco Carvalho tenha terminado no sentido relatado nas diversas notícias que foram publicadas: durante os últimos anos, a minha vida pessoal e profissional sempre se dividiu entre Chaves e Lisboa, sendo variáveis os períodos em que permaneci em cada um daqueles locais.

- Por vezes, as relações humanas passam por tempos de oscilação em períodos mais curtos ou mais longos. Para que esses "factos" sejam tratados sob a forma de "notícia", amplificam-se os efeitos decorrentes dessas oscilações e aditam-se falsidades. Talvez seja uma fórmula perfeita para capa de revista. Mas isso não significa que corresponda à realidade.

- Mantenho com Francisco Carvalho uma relação de profundo respeito, sendo por isso falsas todas as afirmações de episódios de discussão em público ou de quaisquer formas de conversa, mais ou menos audível, na casa de Chaves.

- As relações humanas são, por definição, ricas e complexas. O seu diagnóstico baseado em opiniões alheias e no "diz que disse" revela-se normalmente precipitado. O conhecimento da realidade nestes casos não pode substituir-se pelas opiniões de quem tem tanta segurança nas posições que assume que se recusa a fornecer a sua identificação.

- São, por outro lado, falsas e caluniosas as notícias que aludem a gastos excessivos e centenas em dívida em loja de roupa e lingerie. Na citação que serve para destaque de uma dessas "notícias", alguém refere "depois há aquilo que o povo diz, mas que só quem sabe são eles". Os rumores baseados no "há quem diga" tornam-se, para as publicações, verdades insofismáveis. Só que não correspondem à verdade.

- Não corresponde igualmente à verdade que a minha relação tenha sido afetada pelo processo do meu filho: não escondo que o tema tem sido acompanhado com preocupação, como é compreensível. Uma vez que o processo não terminou tenho-me abstido de fazer considerações sobre o tema. Tudo o que se possa concluir além disso é mera extrapolação e especulação."

Ágata
Lei Ágata Lisboa Chaves Francisco Carvalho política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)