Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
9

Direito de Resposta: Torres Vedras nega dívida

Referente à notícia "Câmaras devem 344 milhões em água".
16 de Junho de 2017 às 01:30
"O jornal Correio da Manhã publicou esta semana um artigo relativo às dívidas dos municípios às Águas de Portugal, o qual só pode ter tido origem em fontes e dados fornecidos por aquela empresa pública. Torres Vedras aparece em 14º lugar no ranking de devedores com cerca de 5,7 milhões de euros, o que não corresponde à verdade.

Torres Vedras não deve um cêntimo às Águas de Portugal, antes pelo contrário, como se verá adiante. Pelo facto de estar a pagar água da chuva, injustificadamente, por um lado porque os medidores de caudal se encontram à entrada das ETAR’s, o que leva a que as infiltrações no sistema em alta sejam pagas pelos gestores em baixa e, por outro lado, porque, não havendo instrumentos legais que obriguem os particulares a separarem as redes prediais, a água da chuva que cai nos pátios, é conduzida pela rede de saneamento para as ETAR’s, chegando os municípios a pagar três vezes mais de saneamento do que aquele que efetivamente é recolhido e pago pelos consumidores.

Por estas razões, o Município de Torres Vedras colocou, primeiro a Águas do Oeste e depois a Águas de Lisboa e Vale do Tejo em tribunal, exigindo uma indemnização pelos prejuízos sofridos, de cerca de 3 milhões de euros, continuando a depositar religiosamente na CGD o valor das faturas mensais que nos são remetidas pela entidade em alta e que corresponde, sensivelmente, aos valores mencionados no dito ranking de "devedores".

Como se constata, o Município de Torres Vedras não deixou de cumprir os seus compromissos, como aliás sempre fez, só que o tem feito na CGD, à ordem do processo. É inaceitável que as Águas de Portugal recorram a estes artifícios para disfarçar a incompetência da sua gestão ao longo dos últimos anos, que não tem sido capaz de resolver um problema que afeta todo o País!

O Município de Torres Vedras, no que à gestão da água diz respeito, é perfeitamente sustentável, não deve um cêntimo, seja às Águas de Portugal, seja a qualquer fornecedor, pelo que rejeita este baixo tipo de desinformação, lamentando, igualmente, que o Correio da Manhã não confirme a veracidade das suas fontes".

Pela Área de Comunicação da Câmara Municipal de Torres Vedras, Andreia Correia
Direito de Resposta Torres Vedras câmaras água
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)