Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM

25 anos de intervenção e cultura em imagens

A casa “do dom e da troca” está de parabéns, e para celebrar um aniversário muito especial revisita a sua história em imagens numa viagem subterrânea. O Chapitô – Colectividade Cultural e Recreativa de Santa Catarina, em Lisboa – assinala as suas bodas de prata ao serviço da criação, formação e intervenção cultural com uma exposição de fotografias que invade 25 estações de metro da cidade de Lisboa a partir do dia 13 de Novembro e se prolonga até ao mês de Janeiro.
5 de Novembro de 2006 às 00:00
Durante os próximos meses vai ser difícil não reparar nelas. Em tamanho avantajado – o que inviabilizou a sua instalação em algumas estações – vão marcar presença nas linhas vermelha, amarela, verde e azul fazendo companhia a quem diariamente se desloca debaixo de terra – ou, não o fazendo rotineiramente, tem aqui pretexto para correr o circuito de paragens.
Os instantâneos – escolhidos de entre um vasto arquivo do Chapitô pela fotógrafa Luísa Ferreira e pela directora do Arquivo Fotográfico de Lisboa, Luísa Costa Dias retratam alguns dos muitos momentos marcantes que recheiam a história de uma colectividade marcada pela ousadia, irreverência e contingência ao longo dos anos ao serviço das artes e ofícios do mundo do espectáculo.
O pontapé oficial de saída será dado na estação do Cais do Sodré. Paralelamente à exposição, 25 animações irão dar ainda mais cor às imagens gigantes. Um grupo de 5 “inauguradores oficiais” irá percorrer as 25 estações que servem de tecto às 25 fotos em tamanho XL e farão a apresentação oficial e apresentação ao público da exposição. Este grupo efectua inaugurações animadas de curta duração, rondando os 15 minutos, e percorre 5 estações por dia durante 5 dias. Se a sua carruagem for invadida por um grupo de performers... não estranhe. É sinal que foi oficialmente convidado para a festa de anos do Chapitô.
Dando largas ao lema da intervenção social, integrar e incluir, a data será assinalada pela colectividade com a ligação à revista CAIS, lançada pela associação Círculo de Apoio à Integração dos Sem-Abrigo, cuja missão se situa no apoio à reinserção social desta população, responsável pela venda da revista. Assim, 38 000 exemplares da publicação estarão à venda nos vendedores habituais. A edição de Novembro é inteiramente dedicada aos 25 anos do Chapitô e servirá de catálogo explicativo/itinerário/horário das animações e divulgação das 25 fotos.
Para este número especial foram convidados vários jornalistas, com diferentes sensibilidades, percursos e experiências de vida, como Adelino Gomes, Alice Vieira, Acácio Barradas, Carlos Vaz Marques, Diana Andringa, Paula Moura Pinheiro, Rita Ferro Rodrigues, entre outros, que através do seu testemunho e ligação ao Chapitô partiram de uma imagem para ajudar a compreender o universo do Chapitô nas suas diferentes vertentes. A colectividade promete continuar a levar o sabor da encosta sul do Castelo de São Jorge e do “umbigo da urbe” a toda a cidade.
VAI GOSTAR SE... quer descobrir ou revisitar alguns dos momentos marcantes do trajecto de uma das colectividades mais emblemáticas da capital.
EXPO
‘25 ANOS DO CHAPITÔ’
Estações: Alameda, Alvalade, Areeiro, Arroios, Baixa-Chiado, Cais do Sodré, C. Pequeno, C. Grande, Cidade Universitária, Colégio Militar, Entrecampos, Jardim Zoológico, Lumiar, Olaias, Marquês de Pombal, Oriente, Roma, Praça de Espanha, Picoas, Pontinha, Restauradores, Rossio, Rato, Saldanha, São Sebastião.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)