Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
6

A fábrica do ouro negro

A refinaria de Sines é o principal ponto de entrada de crude no País e é uma das maiores da Europa. O petróleo chega em enormes navios e é depois transformado para dar origem aos vários tipos de combustíveis utilizados em Portugal.
2 de Outubro de 2011 às 00:00
Combustíveis saem de Sines em tubagens para vários pontos do País
Fábrica do ouro negro
A chaminé da refinaria de Sines tem 234 metros de altura
As operações de recepção de petróleo bruto e de outras matérias- -primas fazem-se diariamente
O complexo ocupa uma área de 320 hectares e pode guardar três milhões de metros cúbicos de petróleo bruto e produtos fabricados ali
Na refinaria, o crude é transformado em produtos como gasolina, gasóleo, GPL, fuelóleo, nafta, jet fuel, betume e enxofre
Um funcionário inspecciona um dos reservatórios. O crude chega por via marítima ao porto da refinaria. Os navios descarregam
Aqui se produz a maior parte dos combustíveis. A refinaria começou a funcionar em 1978 e tem capacidade de destilação de 10,8 milhões de toneladas por ano, ou seja, 220 mil barris por dia
Diariamente são recolhidas amostras para testar a qualidade do crude descarregado
Combustíveis saem de Sines em tubagens para vários pontos do País
Fábrica do ouro negro
A chaminé da refinaria de Sines tem 234 metros de altura
As operações de recepção de petróleo bruto e de outras matérias- -primas fazem-se diariamente
O complexo ocupa uma área de 320 hectares e pode guardar três milhões de metros cúbicos de petróleo bruto e produtos fabricados ali
Na refinaria, o crude é transformado em produtos como gasolina, gasóleo, GPL, fuelóleo, nafta, jet fuel, betume e enxofre
Um funcionário inspecciona um dos reservatórios. O crude chega por via marítima ao porto da refinaria. Os navios descarregam
Aqui se produz a maior parte dos combustíveis. A refinaria começou a funcionar em 1978 e tem capacidade de destilação de 10,8 milhões de toneladas por ano, ou seja, 220 mil barris por dia
Diariamente são recolhidas amostras para testar a qualidade do crude descarregado
Combustíveis saem de Sines em tubagens para vários pontos do País
Fábrica do ouro negro
A chaminé da refinaria de Sines tem 234 metros de altura
As operações de recepção de petróleo bruto e de outras matérias- -primas fazem-se diariamente
O complexo ocupa uma área de 320 hectares e pode guardar três milhões de metros cúbicos de petróleo bruto e produtos fabricados ali
Na refinaria, o crude é transformado em produtos como gasolina, gasóleo, GPL, fuelóleo, nafta, jet fuel, betume e enxofre
Um funcionário inspecciona um dos reservatórios. O crude chega por via marítima ao porto da refinaria. Os navios descarregam
Aqui se produz a maior parte dos combustíveis. A refinaria começou a funcionar em 1978 e tem capacidade de destilação de 10,8 milhões de toneladas por ano, ou seja, 220 mil barris por dia
Diariamente são recolhidas amostras para testar a qualidade do crude descarregado
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)