Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
3

As drogas são mesmo uma droga

A ONU fez uma reunião em Viena para definir a política antidroga internacional para os próximos dez anos. Na mira, ópio, cocaína, erva e ecstasy, que têm o poder de causar dependência e devastar o organismo humano. Um encontro igualzinho, em 1988, foi um fiasco.
16 de Agosto de 2009 às 00:00
As drogas são mesmo uma droga
As drogas são mesmo uma droga

210 milhões de pessoas (5 em cada 100 adultos) usaram algum tipo de droga ilícita nos últimos 12 meses. Uns, dependentes (como foi Maradona); outros, ocasionais (como Michael Phelps). A novidade agora é a velha tese da legalização. Prós: as drogas são uma questão de saúde pública; os usuários são doentes e não criminosos; ao taxar e regulamentar o comércio, os governos lixam os traficantes. Contras: a legalização implicará uma banalização do consumo, como aconteceu com o tabaco e o álcool. E as experiências de Amesterdão e Zurique deram com os burros na água. Há também a política: os narco-terroristas e os narco-regimes. 80% da papoila (matéria-prima da heroína) vem do Afeganistão, e é cultivado nas áreas controladas pelos talibãs (a NATO queimou o resto).

Sem falar no México, Hugo Chávez já salmodiou que 'respeita imenso' as FARC, narco-terroristas da Colômbia (maior produtor de coca do Mundo). Os 600 gigas de informação contidos nos computadores de Raul Reys, o número 2 das FARC abatido pelo Governo de Bogotá, cessaram as dúvidas. Chávez é louvado nominalmente e como 'Angel' (Anjo). Mais: o dinheiro sujo do narco-terrorismo financiou a campanha eleitoral do actual presidente do Equador, Rafael Correia, como ele próprio admitiu num vídeo. Por outro lado, a forte repressão policial, como nos EUA, não inibe os consumidores de drogas. Não há soluções fáceis para problemas difíceis – muito menos o esquerdismo caquéctico de quem ainda não conseguiu tirar os miolos dos escombros do Muro de Berlim. Eu? Credo, a única vez em que provei um charro tentei despir as calças pela cabeça.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)