Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
9

David Fonseca: “Perco o sorriso perante a tacanhez”

Nunca sai à rua sem a máquina fotográfica e, portanto, essa seria a ‘arma’ que levaria para uma manifestação. Ainda se deslumbra com a música e fica irritado com a predisposição nacional para o lamento...
14 de Outubro de 2012 às 15:00
David Fonseca: “Perco o sorriso perante a tacanhez”
David Fonseca: “Perco o sorriso perante a tacanhez” FOTO: Tiago Sousa Dias

David Fonseca nasceu a 14 de Junho de 1973 em Leiria. Tornou--se conhecido como vocalista dos Silence 4, mas está a solo desde 2003. Além da música, também é responsável pelo design gráfico das capas dos seus álbuns e direcção de arte dos seus videoclips. Entre 2004 e 2006, fez parte do projecto-tributo Humanos.

David Fonseca é um homem fiel às raízes: nunca trocou a terra onde nasceu, uma aldeia perto de Leiria, pela cidade grande. Tirou o curso de Cinema, variante de Imagem, na Escola Superior de Teatro e Cinema e chegou a frequentar a Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa.

Além da música, David Fonseca tem outra grande paixão: a fotografia, hobby muito sério que mostra em exposições, individuais ou colectivas, e está presente no trabalho gráfico dos seus discos. É ainda porta-voz activo para a Associação Fonográfica Portuguesa sobre a violação de direitos de autor.

A resposta escolhida surge a sublinhado

- ‘Falling’ é a segunda parte de um outro álbum editado anteriormente, ‘Rising’. Um saiu na Primavera, outro no Outono. Um é alegre, o outro mais dolente porque…

a) Todos nós somos um bocadinho bipolares…

b) Porque adoro trabalhos conceptuais

c) Assim se proporcionou. Eu não mando em nada, só sigo o caminho

- Depois de quinze anos de carreira musical com uma banda, a solo ou em projectos partilhados, fazer música…

a) É o que faz sentido continuar a fazer

b) É uma aventura, acima de tudo. É como ter 16 anos sistematicamente, a descobrir mundos novos

c) É o que me faz mais feliz


- O que o faria sair à rua gritar palavras de ordem?

a) A indignação pelas coisas a que estou a assistir neste País

b) O regresso da censura

c) A necessidade imperiosa de o fazer, independentemente da razão

- E se saísse para a rua, além de gritar palavras de ordem, levaria…

a) O microfone

b) O megafone

c) Uma máquina fotográfica. Nunca saio de casa sem uma

- O que mais lamenta na sua geração?

a) A precariedade das condições de trabalho e, consequentemente, de vida

b) A incapacidade de alguns para sonhar e arriscar concretizar esses sonhos

c) A inércia social e política

d) Outra hipótese: Em parte dela, a predisposição natural para o lamento em detrimento de uma tomada de acção

- Se encontrasse uma mala cheia de dinheiro, o que faria?

a) Chamava a polícia

b) Assobiava para o lado e fazia de conta que não era nada comigo

c) Dava tudo a uma instituição de solidariedade

d) Outra hipótese: O sonho português: as malas perdidas com dinheiro e o euromilhões. Procurava o dono, que, imagino, estaria preocupadíssimo


- Qual a melhor coisa que poderia fazer por um sem-abrigo?

a) Dar-lhe casa

b) Dar-lhe emprego

c) Dar-lhe dinheiro

d) Outra hipótese: Ajudá-lo a encontrar um rumo. Não será o mais difícil nos tempos que correm?

- O que o faz mesmo perder o sorriso?

a) A dificuldade que tantas pessoas têm em aceitar a diferença. E, claro, a tacanhez de espírito

b) A vitimização, sempre que se é incapaz de reconhecer que somos todos um bocadinho culpados…

c) A falta de valores, de respeito, de ética

- Para si a política é:

a) Um mal necessário

b) O bem comum

c) Infelizmente, mais um jogo de interesses pessoais do que a defesa do bem comum

- Morria e encontrava Deus. Qual seria a primeira coisa que lhe dizia?

a) Que andas tu a fazer? Aquilo lá em baixo está uma baderna!

b) Afinal, existes!

c) Finalmente, vamos ter uma conversinha


- Em que frase melhor se revê?

a) De génio e de louco todos temos um pouco

b) O génio é um por cento de inspiração e noventa e nove por cento de suor

c) O homem sonha, a obra nasce

d) Outra hipótese:Sempre a meio de quase tudo, o melhor sítio de todos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)