“Em casa da avó deve ser outra vida”

Alice Vieira tem 75 anos e quatro netos. Chegou a ter uma piscina na sala e a mostrar-lhes onde namorou o avô deles.
Por Fernanda Cachão|06.01.19
A escritora foi avó pela primeira vez há 23 anos. Alice Vieira, hoje em dia com 75, recorda a vontade que tinha em ter netos e de como insistiu com o filho: "Felizmente, ele queria ter filhos e um ano depois de se casar nasceu a Adriana. Foi uma loucura."

A escritora, que se estreou em 1979 com ‘Rosa, minha irmã Rosa’, sublinha, no entanto, que nunca foi uma "avó a dias" e que a sua casa, como a de todas as avós, "não deve ser o prolongamento do ATL (atividade de tempos livres)", embora saiba que para muitas famílias "não existe outra alternativa".

"Em casa da avó deve ser outra vida. Lembro-me que, por exemplo, tinha uma piscina comprada ‘nos chineses’ no chão da sala. E ela [Adriana] dizia-me: ‘Avó, estou há muito tempo dentro de água, preciso de apanhar sol’ e levantava-se para se deitar no chão da sala", conta a rir quem ainda jogou com os netos, saiu à rua para ir a museus ou até para lhes "mostrar os lugares onde namorei com o avô deles".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!