Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
2

Ensaio sobre a cegueira do cego

Literariamente, prefiro Saramago a Lobo Antunes, mas politicamente Saramago é um bronco.
25 de Outubro de 2009 às 00:00
Ensaio sobre a cegueira do cego
Ensaio sobre a cegueira do cego

Ao contrário da maioria dos meus pares, literariamente prefiro Saramago a Lobo Antunes – mas, politicamente, S. é um bronco (assim se arranja dois bons inimigos de uma só vez). Ao promover o romance ‘Caim’, S. disse que a Bíblia é um "manual de maus costumes". Não discuto a fé, pois ela não é provável cientificamente.

A birra de S. (cujos argumentos estão ao nível dos de ‘O Código Da Vinci’) é mais velha que Matusalém: o justo que sofre injustificadamente, o sofrimento inocente. Está na própria Bíblia: Job. Leibnitz chamou-lhe teodiceia. Por que havia Deus de consentir o mal no mundo que Ele próprio criara?

A resposta de alguns é o livre-arbítrio: Deus não quer crentes/escravos: só há moralidade na liberdade. O chilique de S. lembra o ressentimento do qual Nietzsche fala: não suportamos os infortúnios, então culpamos algo (no caso, Deus), e sonhamos com um mundo sem dor (dos homens bonzinhos de Rousseau).

Tal crítica é, em si, uma forma de cobardia diante da dureza da vida. O escritor ignora que não é o "factor Deus" que cria a fera no homem, mas o "factor homem" que gera as atrocidades históricas de que S., selectivamente, se queixa. A civilização ocidental foi erigida sobre 3 pilares: a ética cristã (com a sua inédita noção de que a humanidade é uma só e de que todos somos iguais em dignidade), a filosofia grega e a administração e o direito romanos. S. renega-os – crê num outra Escritura Sagrada (o Manifesto Comunista: a religião é o ópio do povo). Acusa a Deus de não amar as suas criaturas – ao contrário do seráfico Fidel, possivelmente.

Todas as tentativas de fundar um "Paraíso Terrestre" culminaram em inferno (gulags, etc.). O Nobel não entende peva da natureza humana: quem nunca sentiu inveja (a "marca de Caim")? O cristianismo diz que devemos escolher o bem – não matar o nosso irmão por causa da dor-de-cotovelo. Agora fico à espera das denúncias de S. contra o Corão.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)