Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM

Férias em Portugal

No País existem ainda recantos que só alguns conhecem. A Domingo mostra-lhe onde ficam
19 de Junho de 2011 às 22:00
O Salto do Prego no Faial da Terra, Povoação, ilha de São Miguel
O Salto do Prego no Faial da Terra, Povoação, ilha de São Miguel FOTO: José António Rodrigues

Fomos à procura dos maiores segredos de Portugal para as próximas férias. São locais recônditos, às vezes difíceis de encontrar no mapa, mas todos sem os habituais clichés turísticos, onde a tranquilidade e o prazer são garantidos.

A escolha é diversa, para servir diferentes gostos e vontades de viagem: a Terra Estreia, último refúgio do Algarve; a Praia Fluvial de Fróia, com uma aldeia de xisto à sua beira; a ruralidade da Aveleira; as ondas cristalinas da praia do Paimogo; a paisagem serrana da aldeia de Póvoa do Dão; as escarpas de São Macário; o descanso garantido da aldeia da Pedralva; os mergulhos de rio de Valhelhas; a rota dos fósseis de Penha Garcia; a pachorrice de Terena ou Agra; os mistérios do Paul do Mar, na ilha da Madeira), ou a Cascata do Salto do Prego, na ilha de São Miguel.

A CAMINHO DA CASCATA (S. MIGUEL, SALTO DO PREGO)

Na zona oriental da costa sul da ilha de São Miguel, Açores, a Povoação é vila e sede de um concelho rico em património histórico mas sobretudo em paisagens de grande deslumbre, caso do Salto do Prego, onde uma cascata oferece a possibilidade de banhos.

Esta cascata, que faz a capa desta edição, tem acesso através de um trilho no Faial da Terra, Povoação. De início segue-se junto à margem da ribeira, que se mantém com água durante todo o ano, e da qual o trilho só se afasta, por um carreiro com inclinação elevada, até junto da primeira bifurcação. A escolha acertada é prosseguir para o Salto do Prego, a bonita cascata onde se pode tomar banho e que se encontra rodeada de mata de incenso e de acácia.

O regresso reserva outra surpresa: o lugar do Sanguinho, onde estão vinte casas desabitadas e em processo de recuperação. Depois de Sanguinho, o trilho leva-nos de volta ao Faial da Terra, onde o Atlântico é a perder de vista.

COMO IR

De Ponta Delgada, pelo lado sul da ilha, toma-se a direcção de Vila Franca do Campo/Furnas/Povoação. Depois segue-se a estrada para Faial da Terra. Lá chegando, são 2 horas a pé.

ONDE FICAR

O Hotel do Mar, na Povoação, é um dos mais próximos do trilho (tlf. 296 550 010), desde 53€. Para os mais exigentes, o Furnas Spa Hotel (tlf: 296 549 000), desde 253€.

ONDE COMER

Restaurante Foz da Ribeira, Povoação. Preço médio: 20 euros (tlf. 296 559 189). Nas Furnas, o Miroma. Preço médio: 15 euros (tlf. 296 584 422).

TERRA ESTREITA: OSTRAS SERVIDAS NA PRAIA

Na Terra Estreita, na ilha de Tavira, não se pede licença para se estender a toalha. Ali estão dez quilómetros de areia à escolha, na zona de costa, mais uns tantos na zona de Ria, e uma zona protegida de dunas ainda intacta. Pode-se aproveitar a maré vazia para apanhar amêijoas ou berbigão.

O único concessionário de praia na zona fornece o único luxo que ali há - "ostras aos clientes ao final do dia", contou à Domingo Eduardo Marques, da Vida é Bela, a empresa que explora o local. O ambiente é familiar e permite que todos se tratem pelos nomes. "Muitas vezes os clientes nem precisam de pedir nada porque nós já sabemos o que querem e a que horas", conta Eduardo, que está a dinamizar o espaço há seis anos.

COMO IR

A Terra Estreita fica na ria Formosa, em frente a Tavira. De Lisboa siga pela A2 até chegar ao Algarve. Apanhe a Via do Infante (A22) para Espanha. Saía no nó de Tavira e siga para a povoação piscatória de Santa Luzia. O acesso à Terra Estreita pode ser feito de barco ou a pé sobre o sapal.

ONDE FICAR

Hotel Albacora (tlf: 281 380 800), desde 110€; Hotel Porta Nova (tlf: 281 329 700), desde 50€.

OONDE COMER

Em Santa Luzia, restaurante Alcatruz (tlf: 281 381 092), preço médio 12€; Tasquinha Casa do Polvo (tlf: 281 328 527), preço médio 12€.

PAIMOGO: UMA PRAIA EM ESTADO SELVAGEM

Uma escarpa rochosa abraça a praia do Paimogo, dando-lhe uma protecção contra o vento e tornando-a uma baía de águas límpidas e calmas, que possibilitam a prática de mergulho, caça submarina ou pesca desportiva.

Na baía encontra-se ainda o Forte de Paimogo, cuja edificação data do século XVII. Nesta praia foram encontrados, em 1993, cerca de 100 ovos de dinossauro, alguns deles contendo ossos embrionários, atribuídos mais tarde à espécie lourinhanosaurus antunesi.

A praia do Paimogo é ainda hoje um local de pesca artesanal, sendo a sua baía o porto de abrigo de muitas embarcações da zona e o areal palco das artes dos muitos pescadores.

COMO IR

Vá pela A8, na direcção Leiria/Loures. Volte na saída 9 em direcção à Lourinhã e depois continue para a estrada N8-2, em direcção à Praia da Areia Branca e, uma vez aqui, vire à direita no sentido do forte.

ONDE FICAR

Quinta da Moita Longa, no Toxofal de Cima (tlf. 261 414 512), desde 75€; Residencial Figueiredo (tlf. 261 422 537), desde 45€.

ONDE COMER

Restaurante Castelo (tlf. 261 469 641), preço médio: 12 euros. Restaurante Mar do Norte, em Porto Dinheiro (tlf. 261 423 100), preço médio: 12 euros.

ALDEIA DE PEDRALVA PRIVILEGIA O SILÊNCIO

Quando se começa a descer para a aldeia da Pedralva, no interior de Vila do Bispo, os telemóveis deixam de ter sinal. As buzinadelas de trânsito do Algarve turístico deixam de ter sentido porque os carros pouco ou nada circulam na pacata povoação. E filas para ir às compras é algo que nunca ninguém ouviu falar, apesar da aldeia só ter uma pequena mercearia.

Pedralva significa paz e sossego. A pequena aldeia está localizada em pleno Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina e é a prova viva de que o Algarve não tem apenas locais para descansar com vista para o mar. Em Pedralva não moram mais de dez pessoas, entre idosos locais e estrangeiros que chegaram há vinte anos.

COMO IR

A aldeia da Pedralva fica a dez minutos de Sagres. De Lisboa deve seguir pela A2 e apanhar a Via do Infante em direcção a Lagos. Siga pela EN125 até Vila do Bispo. Vire para Aljezur e siga pela N268 até encontrar uma placa para Pedralva.

ONDE FICAR

As casas reconstruídas da aldeia da Pedralva são a opção. Desde 90€. Tlf. 282 639 342. Pedralva Guest House, na Terra do Monte, quartos desde 25€. Tlf. 282 639 781.

ONDE COMER

Pizza Pasta, em Pedralva. Preço médio 10€, tlf. 282 639 173. Sítio da Pedralva. Preço médio 10€, tlf: 282 639 369.

PRAIA FLUVIAL DA FRÓIA: QUALIDADE PREMIADA

É uma das 12 praias do País que recebeu a medalha de ouro da Quercus e percebe-se a razão desta distinção. A dois quilómetros da vila de Sobreira Formosa, um açude retém as límpidas águas da Ribeira da Fróia, que proporciona um espelho de água de quase 700 metros quadrados com várias profundidades, incluindo uma piscina para crianças.

O espaço dispõe ainda de um zona com assadores para se fazerem grelhados, parque infantil e estacionamento para mais de 200 viaturas. Pode ainda apreciar uma casa de xisto, típica desta região. A poucos quilómetros, nas Moitas, situa-se o Centro de Ciência Viva e o aeródromo a partir do qual podem ser feitos saltos de pára-quedas.

COMO IR

Do Sul, apanhe a A1 e a A23 em Torres Novas até à saída para o IC8 (Sertã/Proença). Em Proença-a-Nova siga as indicações para a Praia Fluvial.

ONDE FICAR

Casas de Xisto, na Aldeia das Oliveiras, mesmo ao lado da Praia da Fróia. Alojamento em casas desde 70€, tlf: 963 407 547. Residencial O Francês, em Proença-a-Nova. Quartos a 30€, tlf. 274 671 157.

ONDE COMER

Bar-petisqueira Templo da Fróia, junto à praia fluvial da Fróia, tlf. 274 822 320. Restaurante Famado, na localidade de Vale d'Urso. Preço médio 17€, tlf. 274 672 872.

VALHELHAS OFERECE A VISTA DA ESTRELA

A Praia Fluvial de Valhelhas, no concelho da Guarda, é das poucas do Interior do País que ostenta a Bandeira Azul, título que lhe foi atribuído em 2009 por ter cumprido um conjunto de critérios de natureza ambiental, segurança e conforto.

Localizada no sopé da serra da Estrela, com uma vista única para o maciço central, a praia de Valhelhas está inserida num cenário natural ímpar e selvagem e aproveita-se da água do rio Zêzere para merecer a visita de milhares de turistas adeptos do turismo rural.

A praia possui infra-estruturas de excelência. Em Agosto, a junta de freguesia organiza o Festival Vallecullia, um evento que conta com 14 espectáculos de música tradicional e popular.

COMO IR

Quem se deslocar de Lisboa deve seguir pela A1, depois apanhar a A23 até ao nó de Belmonte. Depois siga pela EN232 até Valhelhas. Quem residir no Norte deve seguir pela A1, apanhar a A25 até à Guarda e seguir pela EN18.

ONDE FICAR

Parque de Campismo do Rossio de Valhelhas, tlf. 275 487 160. Casa O Soadro, quartos desde 30€, tlf. 275 487 114.

ONDE COMER

Restaurante O Soadro, principais pratos: truta do rio Zêzere grelhada e cabrito assado, tlf. 275 487 114. Restaurante Vallécula, pratos típicos da Beira Interior, tlf. 275487123.

ALDEIA DE PÓVOA DÃO ACENA AO TURISMO

As típicas aldeias da zona envolvente de Viseu são um exemplo importante de como as cidades e as serras se podem interligar e complementar em termos sociais e também turísticos.

Não faltam exemplos de povoados de serranias nas serras do Caramulo, Montemuro e São Macário que ainda hoje preservam os usos e costumes serranos mas que souberam adaptar-se aos tempos modernos e aos interesses dos turistas do campo.

Póvoa Dão, no concelho de Viseu, é o expoente máximo de um povoado que se abriu ao mundo do turismo. As casas construídas à base de pedra e madeira foram todas recuperadas e convertidas em alojamento.

COMO IR

Quem residir no sul do País deve apanhar a A1 até Coimbra e depois seguir pelo IP3 até Viseu. De seguida, tome a EN231 em direcção a Nelas e diriga-se a Silgueiros. Quem se deslocar do Norte, depois da A1 deve apanhar a A23, sair no nó de Nelas e seguir pela EN231.

ONDE FICAR

Habitações recuperadas, desde 65€. Tlf. 232 958 557

ONDE COMER

Restaurante Póvoa Dão, em Silgueiros, preço médio 25€, tlf. 232 958 557. Restaurante O Martelo, em Silgueiros, preço médio 20€,  tlf. 232 958 884.

PENHA GARCIA NA ROTA DOS FÓSSEIS

Em Penha Garcia, no concelho de Idanha-a-Nova, existe um dos mais importantes santuários naturais do País. O seu parque icnológico é constituído por jazidas com fósseis e icnofósseis com mais de 480 milhões de anos.

Segundo a Naturtejo, entidade com responsabilidade em conservar, promover e gerir os sítios com interesse geológico, o canhão fluvial do rio Ponsul, que atravessa a zona encimada pelo castelo templário de Penha Garcia, é uma verdadeira sala de aula da Natureza.

As serras são um oásis para a biodiversidade, onde proliferam ecossistemas que se encontram em vias de extinção. Todo este santuário natural pode ser observado através do percurso pedestre com início no largo Chão da Igreja.

COMO IR

Apanhe a A23 até ao nó Castelo Branco-Norte. Depois seguir pela EN233 até São Miguel d'Acha e pela EN239 até Penha Garcia. Do Norte, siga a A25 até à Guarda e depois a A23.

ONDE FICAR

Casa Santa Catarina, Penha Garcia. Quartos desde 50€, tlf. 966 864 640. Pensão das Termas de Monfortinho. Quartos com pequeno-almoço desde 40€, tlf. 277 430 310.

ONDE COMER

Restaurante O Javali, preço médio 10€, tlf. 277 366 116. Restaurante Penha Garcia, preço médio 25€, tlf. 277 927 130.

PAUL DO MAR VIU PARTIR TODOS OS HOMENS

Paul do Mar é uma aldeia do concelho da Calheta (ilha da Madeira), com 885 habitantes, a maioria mulheres e crianças. A existência de poucos homens deve-se à emigração massiva, nos anos 60, para países como o Panamá. A praia de águas cálidas convida a longos banhos de mar, sob a contemplação da montanha vermelha e as suas ladeiras (antigos trilhos de irrigação).

Sendo um paraíso para a prática do surf, a praia de Paul do Mar já foi palco de um dos Billabong Challenge e do Campeonato Nacional de Surf. É excelente para a pesca desportiva do bodião. Fica a 10 minutos do Parque Natural da Madeira e do novo Campo de Golfe Ponta do Pargo, desenhado pelo campeão britânico Nick Faldo.

COMO IR

Se partir da cidade do Funchal, apanhar a via rápida até à Ribeirava e seguir a via litoral até chegar à saída para o Jardim do Mar-Paul do Mar.

ONDE FICAR

Paul do Mar ApartHotel, em Ribeira das Galinhas. Quartos de casal desde 53€, tlf. 291 724 229. Hotel Jardim do Mar, na Calheta. Quartos de casal desde 50€. Tlf. 291 822 200.

ONDE COMER

Restaurante Terraço Open Season, em Paul do Mar. Preços a partir de 15€, tlf. 291 724 229. Restaurante O Tosco, situado no Sítio da Estacada. Preço médio de 20€. Informações pelo tlf. 291 822 726

TERENA OFERECE MONUMENTOS E PASSEIOS

Terena, pequena vila próxima da ribeira e da albufeira da Barragem de Lucifécit, no concelho de Alandroal, Évora, e a dois passos de Espanha, caracteriza-se pelas ruas calmas, o casario tipicamente alentejano e o património histórico.

O castelo da vila, o Santuário de Nossa Senhora da Boa Nova, a Igreja Matriz de São Pedro, de fundação anterior ao século XIV, a Igreja da Misericórdia (século XVI) e a Capela de Santo António (erguida em 1657) são alguns dos pontos de interesse, mas a oferta turística passa também pelos passeios pedestres e a relação próxima com o rio Guadiana.

Deixe-se contagiar pela calma endémica desta região, que é um dos recantos mais bem preservados do Alentejo Interior.

COMO IR

Apanhe a A6 em direcção a Espanha até à saída de Alandroal/Vila Viçosa/Bol e logo começará a ver as direcções a tomar até Terena.

ONDE FICAR

Casa de Terena, turismo rural, em Terena. Quartos a 100€, tlf. 268 459 132. Casa da Tapada d'Aldeia, em Terena, tlf. 268 459 172. Hotel Rural Nave Terra. Quartos entre 80 e 95€. Tlf. 268 434 061.

ONDE COMER

Restaurante A Maria, Alandroal. Preço médio 20€, tlf. 268 431 143. Restaurante A Chaminé, Alandroal. Preço médio 11€, tlf. 268 449 335. Casa Mateus, Juromenha, preço médio 6,5€ Tlf. 968 969 435.

ALTER PEDROSO COMBINA HISTÓRIA E PAISAGEM

Situada a cerca de 400 metros de altitude, Alter Pedroso, pequena localidade no concelho de Alter do Chão, Portalegre, oferece magníficas vistas da planície e da serra de São Mamede. No sopé da colina onde foi edificada Alter Pedroso recomenda-se a visita à neolítica Anta de Pedroso e lá em cima ao castelo do séc. XIII.

A origem da vila de Alter do Chão, a escassos três quilómetros, poderá ser atribuída a um povoado romano, fundado a partir de um aglomerado da Idade do Ferro em Alter Pedroso. As suas casas pitorescas, os diversos vestígios megalíticos e patrimoniais da região, o que resta do antigo castelo e as ruínas da Capela de São Bento são motivos para uma visita.

COMO IR

Tome a A2 para sul, depois a A6 até à saída de Estremoz/Portalegre. Em Estremoz siga para Alter do Chão, onde encontra indicações para a aldeia de Alter Pedroso.

ONDE FICAR

Hotel Convento de Alter, em Alter do Chão, quartos desde 126€, tlf. 245 619 120. Hotel Rural da Lameira, Cunheira, Alter do Chão, quartos desde 70€, tlf. 245 697 495.

ONDE COMER

Restaurante Pateo Real, Alter do Chão, preço médio 22€, tlf. 245 6123 01; Restaurante Lareira Alentejana, em Chancelaria, preço médio 10€, tlf. 245 612 442.

ALDEIA DE AGRA PERMITE VIVER A NATUREZA

Situada em plena serra da Cabreira, a aldeia de Agra, povoamento serrano da freguesia de Rossas, é uma das ‘Aldeias de Portugal'. Banhada pelas águas límpidas do rio Ave, que forma lagoas e cascatas de rara beleza e é atravessado por pontes seculares, como a ponte romana de Agra. O núcleo central da povoação foi alvo de obras de recuperação nas décadas de 1980 e 90 e é ideal para férias de montanha.

Perto, pode ver a serra da Cabreira, com os seus miradouros naturais e os seus trilhos florestais e, um pouco mais a baixo, a albufeira do Ermal, com a ilha do rock e o moderníssimo telesky. Diversas artesãs deste povoado mantêm viva a tradição dos teares manuais, de onde nascem mantas, tapetes e lenços, em lã e linho.

COMO IR

Do Porto, segue-se pela A3 até Braga, onde se toma a EN103 até Vieira do Minho. Daqui, segue-se pela EM1416 em direcção a Anjos, onde se apanha a estrada para Agra.

ONDE FICAR

Casa Nascente do Ave, Fundevila, 40€ por noite, tlf. 253 656 119. Quinta dos Martinhos Agra, quartos de 50 a 60€, tlf. 253 656 331.

ONDE COMER

Restaurante Casa Pancada, na freguesia de Mosteiro, Vieira do Minho, preço médio 12,5€, tlf. 253 647 252. Restaurante Petiscos da Serra, em Outeiro, Vieira do Minho, Preço médio 10€, tlf. 253 657 251.

BRANDA DA AVELEIRA É TERRA DE TRADIÇÕES

Situada no alto da serra, à entrada do Parque Nacional da Peneda-Gerês, a Branda da Aveleira (concelho de Melgaço) apresenta-se hoje como uma típica aldeia de montanha, mas é o resultado do ‘modus vivendi' de séculos. Ou seja, é o testemunho de uma tradição agrícola e cultural, a transumância - a deslocação de pessoas e animais ao sabor das estações do ano -, que perdurou até aos anos 60 do século passado, o que torna este lugar muito especial e singular.

A Branda da Aveleira é constituída por um conjunto de casas rústicas, muito típicas, designadas por cardenhas, tendo sido algumas delas recuperadas para turismo, mantendo a sua traça original e decoradas com mobiliário rústico.

COMO IR

Do Porto, siga pela A3 em direcção a Valença e saia para Monção. Dez quilómetros depois da vila, vire para Valinha e depois para Riba de Mouro, onde apanha a estrada para Branda da Aveleira.

ONDE FICAR

Existem sete casas. Dois T1, quatro T2 e um T3. Marcações: 258 931 750.

ONDE COMER

Restaurante Santo António, Vale de Poldro., preço médio 15€, tlf. 251 561 401. Restaurante Vidoeiro, Lamas de Mouro, preço médio 16 euros, tlf. 251 465 566. Restaurante Albergaria, Castro Laboreiro, Preço médio 16 euros, tlf. 251 460 020.

Ver comentários