Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
6

iLove

Passei a noite em claro a tentar dar a volta a uma situação complicada com o meu novo brinquedo, o iPhone.
20 de Julho de 2008 às 00:00
iLove
iLove

Depois de mais de uma hora de conversa com uma assistente da operadora com a qual tenho contrato - pois, eu não paguei esses 500 ou 600 euros de que por aí se fala, mas sim uns simpáticos 129 euricos - sem chegar a bom porto (leia-se: sem encontrarmos uma forma de o desbloquear depois de uma falha que ainda não conseguimos perceber de quem é, se minha, se da operadora ou da própria marca), tive embrenhado na net em todo o tipo de fóruns para tentar descobrir maneira de o meter a funcionar de novo. Tive perto mas não consegui. Já agora, se por acaso tiverem a sorte de apanhar uma Carla Monteiro numa linha de apoio ao cliente, tratem-na bem que ela faz o mesmo - tivesse a TvCabo/Netcabo pessoas a trabalhar desta forma e metade do País teria uma vida mais tranquila. Posto isto, cheguei à conclusão de que vou ter mesmo que levar o aparelho a uma das lojas de assistência a fim de ser reparado ou trocado. Parece que não há mesmo outra hipótese, para meu desconsolo. Já ‘tou mais ou menos habituado a estas coisas, visto ter uma espécie de estática que interfere com todo o tipo de aparelhos electrónicos - vêm para as minhas mãos e começam logo a dar problemas. A diferença aqui é que eu amo o iPhone. Eu sei que cinco dias são muito pouco para a maioria das pessoas, mas quem já amou a sério sabe que às vezes bastam cinco minutos para perceber que aquela pessoa é a tal. Neste caso, este telemóvel é o tal. Há toda uma cumplicidade implícita, uma facilidade de entendimento, enfim, uma simbiose perfeita. É claro que o aspecto exterior também conta aqui. Sem tangas: o conteúdo pode ser bom, mas se a embalagem for feia, descarto. Isso da beleza interior é bom é para escrever letras. Estou triste. Mesmo. Volta depressa: espero que te tratem bem lá no hospital dos telemóveis.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)