Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
6

Instagram: Deixa cá ver o que eles estão a fazer

Aplicação móvel comprada pelo Facebook atingiu esta semana os 150 milhões de utilizadores. Famosos e anónimos aderiram à rede.
15 de Setembro de 2013 às 15:00
Sara Sampaio é uma das celebridades nacionais que mais utiliza o Instagram
Sara Sampaio é uma das celebridades nacionais que mais utiliza o Instagram FOTO: D.R.

Uma das últimas vezes que Madonna utilizou o Instagram foi para se declarar contra a intervenção militar dos Estados Unidos na Síria. Victoria Beckham para mostrar momentos de ternura entre o marido, David, e a filha mais nova, Harper. Na mesma rede social podem ser vistas fotos do cantor Lenny Kravitz com o cão da tenista Serena Williams ao colo, Miley Cyrus (vestida) abraçada a um urso de peluche (e não a uma corrente, como no seu mais recente videoclipe) e Susan Boyle de roupão azul.

As celebridades internacionais citadas são apenas alguns exemplos entre os 150 milhões de utilizadores mensais ativos – atingidos na semana passada – do Instagram, que se tornou moda entre anónimos e famosos. A prová-lo o facto de cinquenta milhões terem aderido à rede nos últimos seis meses. O sucesso está de tal ordem que a empresa deverá começar a ter publicidade no seu serviço a partir de 2014. Mark Zuckerberg, o ‘pai’ do Facebook, apercebeu-se do (belo) futuro do Instagram e – apesar de ter adiado um dia a assinatura do contrato de compra do serviço para não perder um episódio da sua série preferida (‘Guerra dos Tronos’) – avançou em 2012 com aquela que foi uma das maiores operações do mundo das redes sociais.

O dono do Facebook pagou 763 milhões de euros pela aplicação que ainda só se encontra disponível para Android e iOS mas tem potencial para "fazer muito dinheiro a longo prazo", defende a diretora de operações da empresa, Emily White. O Facebook nunca tinha comprado uma empresa por tanto dinheiro e com tantos utilizadores (na altura já tinha 30 milhões). As negociações entre Zuckerberg e os dois fundadores do Instagram demoraram dois dias à mesa de reuniões.

A Kevin Systrom e Mike Krieger, o bilionário de 28 anos, ofereceu um prémio substancial sobre o valor da empresa – pago em dinheiro e ações – e garantiu-lhes independência para o desenvolvimento do projeto. Consta que a Google, um dos maiores rivais, também estaria interessada no Instagram, por isso é que Zuckerberg se viu ‘obrigado’ a acelerar o negócio de compra da aplicação móvel mais popular dos últimos tempos com condições que terão surpreendido os entendidos, pela quantidade de dinheiro envolvido. Certo é que até a NASA já tem um perfil oficial no Instagram para partilhar com os seguidores imagens tiradas no Espaço, durante as expedições que a agência realiza.

SARA E OS SEGUIDORES

Sara Sampaio, a manequim portuguesa de 22 anos que fez a capa do novo catálogo da Victoria’s Secret, é uma das celebridades portuguesas que mais utiliza o Instagram, onde vai dando conta – em fotografias – do seu dia a dia em Nova Iorque, onde vive e trabalha. Tem 1090 fotos publicadas e 195 879 seguidores, mais do que a ‘rainha da pop’, Madonna. Os comentários são às centenas e as fotografias são do mais diverso possível: nelas Sara aparece com e sem maquilhagem, mostra o quarto desarrumado, um dia de piscina, um jantar com amigas, desfiles, férias em sítios paradisíacos, o animal de estimação, entre outros momentos, muitos dos quais os fãs não veriam se não fosse o Instagram. Numa das fotos mais comentadas, Sara aparece com uma amiga numa cama, tapadas com um edredão e cada uma delas com uma perna de fora. A explicação é simples: tinham terminado de montar a mobília nova e estavam a descansar do esforço.

O nome da aplicação móvel que a manequim utiliza abrevia "an instant telegram of sorts" (telegrama instantâneo de vários tipos) e nasceu porque a câmara do iPhone 4 tinha bastante mais qualidade do que a anterior. A aplicação permite tirar uma foto de alta resolução, aplicar filtros (preto-e-branco, sépia, entre muitas hipóteses que entretanto foram surgindo e deliciando os utilizadores) e publicá-las de imediato de forma simples e rápida. Rita Pereira é outra das figuras públicas portuguesas que mais usa a aplicação para mostrar em fotografias os seus passos diários. Com 42 424 seguidores no Instagram, a atriz partilha momentos mais íntimos e outros mais sociais. Há poses em biquíni, com roupa de gala, em casa com as amigas e até fotos de sobremesas que devem deixar os fãs que a seguem de água na boca. Uma coisa é certa: os comentários são muitos e os elogios também.

A foto de perfil no Instagram de Rita Andrade é a apresentadora com o filho, um momento de intimidade que muito agradou aos seguidores (3859). Rui Patrício, o guarda-redes da Seleção, só tem 23 fotos na aplicação mas as últimas que publicou, em que se mostrava com os colegas de equipa em momentos de descontração em que habitualmente não os vemos desencadeou um rol de comentários. Nani – que também partilhou fotos dos jogadores da Seleção no Instagram – não esquece as origens. "Nada melhor do que voltar onde tudo começou – Real Sport Clube de Massamá", escreveu para ilustrar a fotografia onde aparece com os atletas do clube onde iniciou a sua carreira. Tem 34 413 seguidores, enquanto Cristiano Ronaldo – o recordista português – tem 2,1 milhões. Numa das últimas fotografias publicadas (que teve quase seis mil comentários) vê-se o internacional português à frente do grelhador, uma foto com igual cenário à que publicou a sua namorada, a russa Irina Shayk, no mesmo dia. Pelo menos ficou-se a saber que jantaram juntos.

FUNDADOR EM PORTUGAL

Os fundadores do Instagram, Systrom, de 26 anos, e Krieger, de 28 anos, estavam longe de imaginar – na madrugada de 6 de outubro de 2010, quando lançaram a aplicação para o mundo virtual, depois de beberem muitas latas de Red Bull – a popularidade que esta ia alcançar em tão pouco tempo. Aliás, mal foi para o ‘ar’ o sistema foi abaixo, devido ao grande número de descargas. Mike Krieger, um brasileiro nascido em São Paulo, mudou-se para São Francisco em 2009, depois de já ter trabalhado em algumas empresas ligadas à internet e em aplicações para iPhone. Pouco tempo depois recebeu um telefonema de Systrom (que tinha conhecido num programa para jovens empreendedores em Stanford) a convidá-lo para colaborar com ele numa aplicação chamada Burbn. Três meses depois lançavam o Instagram. Três anos depois estavam milionários, com a venda da start-up ao Facebook.

O jovem programador brasileiro chegou a viver em Portugal antes de se mudar para os Estados Unidos e foi elogiado por Barack Obama. O presidente dos Estados Unidos elogiou Mike Krieger enquanto discursava sobre o seu novo plano de imigração. Obama citou o cofundador do Instagram como um imigrante de sucesso, sublinhando a sua contribuição para o país. "O Instagram começou com a ajuda de um imigrante que veio para estudar e acabou por ficar. Neste momento, em alguma das nossas salas de aula, existe um estudante a trabalhar para transformar as suas grandes ideias, como a Intel ou o Instagram, num grande negócio", disse o presidente dos Estados Unidos. Não é de estranhar que elogie a aplicação. A primeira-dama americana utilizou o Instagram para felicitar o marido no seu último aniversário, através da publicação de uma fotografia dos dois, quando eram mais jovens. A primeira foto partilhada por Michelle Obama foi tirada no Senegal, onde se encontrava com o marido e as filhas, em visita oficial. Na fotografia, Michelle aparece com a filha mais velha, Maia, e várias mulheres senegalesas, estudantes do colégio Martin Luther King na cidade de Dakar.

OUSADIAS

Num registo completamente diferente aparece Tyra Banks. Aliás, só sabemos que é a própria porque a conta é a oficial: na imagem aparece a exemplificar às fãs como conseguir um rabo tonificado através de um exercício físico em particular. Ou seja, está de costas. Uma fotografia que muito deu que falar no Instagram foi a de Hulk, jogador que quis partilhar com os fãs a vitória do Brasil na Copa das Confederações, em julho, e tirou uma foto com a taça. Esqueceu-se de um pormenor: o jogador Diego Cavalieri estava sentado ao fundo, no balneário, coberto com uma toalha que, afinal, não tapava tudo. Justin Bieber também é perito em mostrar às fãs um bocadinho mais do que a decência mandaria. Numa fotografia que se tornou viral nas redes sociais aparece deitado numa cama de hospital a afastar o lençol para mostrar as cuecas.

Mas nem só de fotos bizarras se faz o Instagram. Também junta pessoas improváveis. No início do mês a aplicação destacou seis escritores que utilizam a aplicação como meio de inspiração ou divulgação.

Foi aí que, ao lado de Salman Rushdie, prémio Nobel, surgiu o nome do escritor português José Luís Peixoto – que graças a essa ‘promoção’ já vai nos 18 mil seguidores. O próprio Instagram – que só segue 240 pessoas apesar dos 150 milhões de utilizadores – segue o escritor, que habituou os fãs às fotos dos locais por onde passa e fica.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)