Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
9

Lixo que vem do espaço

Detritos à deriva somam mais de sete mil toneladas, desde restos de satélites a peças deixadas cair por astronautas
João Ferreira e Suely Costa 29 de Abril de 2018 às 01:30
Já imaginou um camião de oito toneladas com 10 metros de comprimento cair do espaço em autêntica queda livre a alta velocidade? Foi isso que aconteceu à Estação Espacial Chinesa ‘Tiangong-1’. Portugal era um dos países do Mundo que mais probabilidades tinha de ser atingido. Felizmente, o céu não nos caiu em cima da cabeça. Depois de grande parte da estação ter ardido na reentrada na atmosfera terrestre, o que restou do módulo do laboratório espacial chinês caiu no oceano Pacífico.
Lançada em 2011 para durar apenas dois anos, a ‘Tiangong-1’ só em 2016 deixou de funcionar e de responder aos comandos vindos de Terra. A ‘queda livre’ é normal, como explica o astrónomo Rui Agostinho: "É assim que deveriam terminar as máquinas enviadas para o espaço, através de quedas controladas para se desintegrarem na reentrada terrestre". Quando isso não acontece, aumenta o número de detritos à deriva no espaço. São já mais de 7 mil toneladas: desde restos de satélites a peças deixadas cair por astronautas ou módulos de lançamento de naves espaciais. Mesmo que sejam pequenos, a alta velocidade podem chocar com os milhares de satélites que orbitam a terra e que nos dão a possibilidade de comunicarmos com o Mundo. Para atenuar o problema, já está no espaço um aparelho de limpeza que vai tentar capturar um pequeno satélite lançado pela Estação Espacial Internacional. Funciona como uma rede à semelhança do que usam os pescadores no mar. No limite, o lixo espacial pode pôr em causa as comunicações, e até futuras missões com naves espaciais. Desta vez, o céu não nos caiu em cima da cabeça. E da próxima vez. Cairá?

INOVAÇÃO
SAÚDE
Contra o VIH
É um implante vaginal que aproveita a imunidade natural da mulher para a proteger contra o VIH, ou seja, permite que as células que combatem o vírus fiquem em repouso.

Lisboa
Pavilhão do Conhecimento
Ciência dos jogos
Arrancou a 25 de outubro uma exposição que ensina Biologia e Física com ajuda dos jogos e do universo Angry Birds. Muito para ver no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa.
Terra Estação Pacífico Espacial Chinesa ‘Tiangong-1 Portugal Angry Birds Mundo Espacial Internacional
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)