Sub-categorias

Notícia

O CR7 das apostas

Vive exclusivamente das apostas e diz que, no final dos 90 minutos, está tão cansado como os futebolistas em campo.
Por João Ferreira e Marta Ribeiro da Silva|11.03.18
O CR7 das apostas
Paulo Rebelo

Paulo Rebelo é uma espécie de Cristiano Ronaldo das apostas e, em entrevista exclusiva ao Falar Global, contou como lida com a adrenalina de movimentar milhares de euros num único jogo. Vive exclusivamente das apostas, mas só revela que ganha o mesmo que um jogador de futebol bem pago da Liga portuguesa. Tem um Ferrari. Compara o seu trabalho ao de um futebolista: "Saio exausto do meu porque é mesmo exigente." Já apostou em mais de 10 mil jogos. Trabalha em bancos de apostas online, uma espécie de casa de apostas global. Em Portugal não são permitidas, por isso vive dividido entre Londres e Madrid.

Resultados manipulados
Compra e vende apostas durante o jogo, tentando manter-se a favor da equipa que tem maior probabilidade de ganhar. Baseia-se em métodos científicos e, normalmente, ganha mais do que perde. Mas já deixou de trabalhar com o mercado italiano porque "perdi dinheiro, sem explicação". Ficou depois a saber que o jogo tinha sido combinado. Admite não perceber se um jogador está a jogar mal de propósito porque já viu os melhores falharem, mas "o mercado, esse, não mente e se os padrões do jogo não se verificarem, consegue perceber que o resultado está manipulado". Por exemplo, se um jogo que movimenta normalmente 50 mil euros vê as apostas dispararem para percentagens escandalosas, há alguém que sabe o que vai acontecer. Jogos em Portugal já levantaram dúvidas: em 2016, o Oriental-Oliveirense e em 2017, na 20ª jornada da I Liga, o Feirense-Rio Ave, que levou o Placard e a Santa Casa a suspenderam as apostas.


SOCIEDADE
O mundo on-line dos apostadores
Por Reginaldo Rodrigues de Almeida

A internet é um mundo virtual, espelho do mundo real, muitas vezes, com mais força do que este onde vivemos.

Esta espécie de segunda pele, permite-nos, à distância de um par de cliques, recriar realidades e, exemplo disso, é o mundo das apostas online.

Sentado numa poltrona, podem transpirar tanto como os profissionais de alta competição, especialistas em cálculo estatístico que trabalham em bolsas de apostas que desafiam quem queira participar. Em Portugal, contrariamente ao que acontece em Espanha ou no Reino Unido, a profissão de ‘apostador profissional’ não está regulamentada, ainda que se encaminhe para o ser, tal é a adesão a esta atividade. Enquanto jogar na lotaria e ganhar é, felizmente, um ato de pura sorte, pois os dados são aleatórios, no mundo das apostas existe uma forte componente científica e de estudo prévio. Não esqueçamos que o que dá estatuto de ciência a qualquer atividade, não depende do objeto de estudo mas do método.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!