Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
9

O avião desaparecido

Boeing das linhas áreas da Malásia é um dos maiores mistérios da aviação.
13 de Abril de 2014 às 15:00
Buscas continuam no oceano Índico
Buscas continuam no oceano Índico FOTO: Julianne Cropley/AFP

Na madrugada de 8 de março, 239 passageiros e elementos da tripulação embarcaram no voo MH370 da Malaysia Airlines, de Kuala Lumpur rumo a Pequim, na China, mas 40 minutos depois da descolagem os radares civis perderam-lhe o rasto.

Em todos os voos, antes de descolarem, os pilotos recebem códigos de quatro dígitos que identificam o avião e revelam ao controlador aéreo que tipo de problema existe a bordo. No caso do voo MH370, nenhum destes códigos foi acionado. Um outro sistema permite enviar informações por mensagens sobre o estado geral do avião, mas também este deixou de transmitir. As caixas negras são, em último caso, o recurso para perceber o que aconteceu.

Há ainda um sistema de GPS a bordo que informa o piloto sobre a sua localização, mas não transmite dados para terra. E todos os aparelhos têm uma antena que envia sinais de hora a hora. Esta semana, o navio australiano ‘Ocean Shield' captou dois novos sinais condizentes com os da caixa preta do Boeing da Malaysia Airlines. As buscas foram feitas com aeronaves, navios com alta tecnologia, um submarino nuclear e sistemas militares de localização de destroços. Este pode ser o mais grave acidente da aviação comercial e "um dos maiores enigmas, não só da aviação mas também da tecnologia", garante Jaime Prieto, piloto de linha aérea.

SABER GLOBAL

Alemanha: Um robô que é um canguru

Empresa alemã criou robô com a forma e maneira de se mover de um canguru. Ao saltar recupera energia para usar a seguir. O BionicKangaroo é um passo para se reaproveitar energia em automação industrial.

EyeMusic: Aplicação para ajudar cegos

A app EyeMusic ajuda cegos a reconhecerem cores e formas através da música. Para conseguirem traduzir sons em imagens, terão de ser treinados a reconhecer ondas de som para saber o que estão a percecionar.

Facebook: Chamadas gratuitas

O Facebook Messenger, que permitia apenas trocar mensagens, passará este ano a permitir que se façam chamadas grátis. A funcionalidade irá concorrer com serviços como o Skype e com operadores de comunicações.

GLOBAL NET

Acidentes: Se conduzir, não escreva

No mês dedicado à ‘condução distraída', nos EUA, as autoridades lançaram um vídeo, de apenas 30 segundos, que tira a vontade de conduzir e escrever no telemóvel ao mesmo tempo. Naquele país, os dados indicam que há 660 mil pessoas por segundo a conduzir e a interagir com o telefone em simultâneo, o que levou as autoridades a mostrarem numa campanha brutal como se pode morrer ao fazê-lo.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)