Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
1

O economista que deixou o rosário da mãe nos Himalaias

‘Português deixou rosário nos Himalaias’ era o título da notícia do CM sobre os feitos de Gonçalo Velez, o primeiro alpinista português a escalar aquela montanha. No pico do Annapurna cumpriu a vontade da mãe: testemunhar a presença lá no alto e fazer a escalada protegido pelo rosário.
27 de Novembro de 2011 às 00:00
Gonçalo Velez foi o primeiro português a escalar a montanha. Depois disso, fundou uma agência de aventura
Gonçalo Velez foi o primeiro português a escalar a montanha. Depois disso, fundou uma agência de aventura FOTO: Jorge Paula

Passaram duas décadas desde que Gonçalo Velez desceu dos Himalaias e regressou à ‘terra’ com mais uma história para contar. Lá no alto, no pico do Annapurna, a 8091 metros de altitude, deixou um rosário utilizado pela mãe e três medalhas. Ou pelo menos algum destes objectos, a julgar pelas palavras do presente.

"Acho que uma das coisas ficou dentro da mochila, não chegou a ficar no pico, mas como não sou religioso isso é um facto secundário da viagem" – diz hoje o economista de 53 anos sobre a aventura do ‘rapaz’ de 33. O objectivo da mãe seria também protegê-lo, "algo mais místico, mas não se lembrou de que para descer também precisava de protecção, até porque as descidas são mais arriscadas do que as subidas".

Noventa e um não marcou a estreia no alpinismo – um ano antes tinha subido ao cume de Pik Korjenyevska, entre outras alturas –, mas marcou uma mudança na vida do economista, que viria a ser concretizada em 1992.

MUDANÇA DE VIDA

Porque um ano depois Gonçalo fazia nascer a Rotas do Vento’ uma agência especializada em viagens de aventura – a junção perfeita entre a gestão e o lazer. Vinte anos depois – "e alguns sustos", embora nunca tenha sofrido acidentes – Gonçalo não escalou tantas montanhas como ambicionava.

"O tempo e o dinheiro" são os grandes responsáveis pela ‘falha’. Ainda assim, a primeira e a segunda montanhas mais altas do Mundo não lhe vão escapar, espera. Até porque a sensação de chegar lá acima continua a mesma.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)