Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
4

O jovem que diz ser filho de Salgueiro Maia

Tem 28 anos, é luso-americano e nasceu da paixão entre salgueiro maia e uma açoriana
29 de Setembro de 2013 às 15:00
salgueiro maia, capitão de abril, filho, açoriana, paixão

Dois anos depois de liderar o golpe militar que conduziria à Revolução de Abril, Salgueiro Maia - o ‘Capitão sem Medo' - roubava o coração de uma jovem açoriana emigrada nos Estados Unidos, que passava férias em São Miguel, para onde o militar fora transferido. A relação durou dez anos. Dessa paixão, alheia ao casamento com Natércia - a esposa oficial, com quem adotou duas crianças -, nascia em 1984 um filho luso-americano, que avançou no último 20 de agosto com uma ação em tribunal de investigação de paternidade, na comarca de Santarém.

Um filho que cresceu em New Jersey com o nome de um pai que afinal não era o seu - era sim o do companheiro da mãe que conheceu como pai - e com quem conviveu até à separação do casal. Nunca terão tido uma relação muito próxima, até porque este ‘pai emprestado' voltou para Portugal e o contacto passou a ser espaçado. A. só soube da verdade em 2008. "A mãe queria ter contado mais cedo quem era o pai verdadeiro, mas não conseguia arranjar coragem. Foi adiando, acho que por se sentir sozinha e pouco amparada. Chegou a pedir ao padrinho do A. para ser ele a contar a verdade. Ele cresceu a achar que Salgueiro Maia era um amigo da família, sabia as histórias da Revolução, mas quando soube a verdade passou um mau bocado, foi um momento complicado da vida dele. Não posso dizer que tenha ficado chateado com a mãe, mas ficou abalado com a notícia", conta fonte próxima do caso.

O choque deu lugar, aos poucos, a uma vontade de repor aquilo que até então lhe fora negado. E a uma certa alegria e orgulho nos apelidos Salgueiro Maia, que acrescentou ao nome mal conseguiu a nacionalidade portuguesa. Essa batalha durou cinco anos no consulado americano e por isso só agora, cinco anos depois de saber de quem é filho, avançou para tribunal. Salgueiro Maia conheceu o filho quando este tinha um ano e meio. Há uma fotografia que o prova (e que, aliás, faz parte do processo que corre em tribunal), em que segura ao colo o bebé que não reconheceu como seu "por ter uma relação muito sólida com a esposa e não a querer magoar" mas que carrega o seu ADN. Ainda assim, quase três décadas depois do nascimento do filho ilegítimo, o caso tem tudo para ser pacífico entre as partes. "Mal soube quem era o pai, o A. viajou para Portugal para conhecer a viúva do pai, a Natércia, que até aí desconhecia a sua existência, mas que o recebeu bem", conta a mesma fonte. E na semana que passou, A. adicionou Catarina Salgueiro Maia (nascida em 1986, dois anos depois dele) - a filha adotiva do capitão - no seu Facebook. O casal Maia adotou também Filipe, em 1989.

QUADRO DE HONRA

Os testes de ADN (que muito provavelmente terão de recorrer à exumação do cadáver do herói da Revolução) serão determinantes em tribunal para provar a paternidade, mas quem conheceu o pai e agora conhece o filho garante não haver margem para duvidar. "É um clone do pai. O rosto, a voz, até a maneira de andar. Só não fala é português." O afastamento entre a progenitora de A., uma empresária do ramo da joalharia, e Salgueiro Maia, em 1986, já tinha sido antecipado por quem os conhecia. "Era uma relação pontual, só se encontravam nas férias, quando ela ia aos Açores, primeiro, e a Lisboa (depois de ele voltar para Santarém). Mas foi a grande paixão da vida da mãe do A." O jovem formou-se com distinção no Trinity College e esteve no quadro de honra nas disciplinas de Direito e Políticas Públicas. É atualmente responsável de marca numa empresa de marketing e publicidade e prepara-se para iniciar um MBA em Negócios e Administração. Na sua página de Facebook, tem, aliás, uma foto ao lado de Bill Clinton, ex-presidente americano."É ambicioso, como o pai foi, pertence àquela nova geração de americanos cujo caminho não passou pelo álcool, nem pelas drogas. Ele reclama a paternidade por integridade, por achar que tem direito a um pai, ao pai que lhe pertence por direito."

salgueiro maia capitão de abril filho açoriana paixão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)