Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
1

O Labirinto da Corrupção

O que mais me choca é o facto de compatriotas meus considerarem aceitável meter assim dinheiro ao bolso.
Maria Filomena Mónica 28 de Abril de 2019 às 13:00

Há dias, os investigadores do Ministério Público que têm a seu cargo a investigação do caso BES/GES descobriram que alguns dos documentos digitais apreendidos, e que constituiriam provas no processo, haviam desaparecido.

Esta documentação estava guardada numa memória digital externa – num gesto validado pelo juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal Carlos Alexandre – a qual era utilizada pela equipa de cerca de 30 operacionais que, nos últimos cinco anos, tem vindo a trabalhar no chamado Processo Marquês. Algum dia chegaremos a saber quem é ou quem são os culpados?

Poderíamos imaginar que as suspeitas de corrupção se encontram apenas entre os poderosos. Quem assim pensa está enganado. A corrupção é um pecado que atravessa toda a sociedade. O jornal ‘Público’ informava, a 1 de setembro de 2018, que o Ministério Público deduzira acusação contra três arguidos, entre os quais a presidente da IPSS de Chaves, por terem praticado um crime contra a Segurança Social, no valor de 86,6 mil euros (teriam inventado 17 utentes, apropriando-se desta forma do dinheiro de inexistentes velhotes). Ainda querem mais? Em fevereiro deste ano, o Tribunal de Contas descobriu que, durante mais de dez anos, a Segurança Social enviara pensões de sobrevivência, num total de 3,7 milhões de euros, a mortos. As famílias dos ditos andaram a receber o que não deviam sem que tal lhes pesasse na consciência.

Há dias, um empresário, Alexandre Soares dos Santos, disse: "Há, no país, uma excessiva apatia face à corrupção." É verdade. Aliás, há muito que esta situação existe. Em 1879, Maria Ratazzi, uma sobrinha-neta de Napoleão que visitou Portugal, escrevia: "Há uma coisa a que é difícil acostumar-nos neste país e contudo é forçoso aceitá-la sob pena de nada compreendermos do que aí se passa…; é o desacordo que existe entre as leis e os costumes. As leis estão de um lado, os costumes do outro; e para dizer a verdade, as leis são teias de aranha de que os costumes se riem, que deixam subsistir, como que por amor dos contrastes e que se desfazem desde o momento em que se tornam incómodas". Gostava de pensar que hoje a situação é melhor, mas há dias em que desespero.

Vão já comprar este livro
Na Literatura, há génios e génios e depois há Mark Twain. Por muito que o leia há sempre qualquer coisa que me deixa surpreendida. Por isso aconselho ‘As Bênçãos da Civilização’, coleção de textos a propósito do imperialismo. Se se lembram do início de ‘Aventuras de Huckleberry Finn’, não se espantarão com o que ele diz.

Mais eficaz que todas as oposições políticas
Ricardo Araújo Pereira é o português mais inteligente que conheço. O seu sentido de humor é mais eficaz do que todas as oposições políticas. ‘Gente Que Não Sabe Estar’ mantém-se à altura do que já nos deu. Admiro a forma como ele sabe dosear as aparições e os retiros. Um cómico não pode estar sempre em palco e ele sabe-o.

Um caso de sucesso no combate à pobreza
Entre 2015 e 2017, o Canadá reduziu a taxa de pobreza em cerca de 20%: perto de 825 000 canadianos deixaram de ser estatisticamente ‘pobres’. Um fator importante nesta evolução residiu na forma como o Canadá passou a organizar as suas comunidades. Os especialistas portugueses deveriam olhar para o que ali se fez.

Fugir de: 
PEDRO MARQUES
Não gosto da forma como a União Europeia está organizada, mas sei que Portugal estaria em pior situação se tivesse permanecido de fora. Isto não me impede de afirmar que sou contra a forma como nos obrigam a votar. Quem é aquele ser que o PS escolheu para me representar em Bruxelas? Alguém sabe quais as ideias que o Pedro Não Sei Quê alberga no seu cérebro?
O António Costa devia estar sonâmbulo quando o escolheu.

+ Info
De acordo com a mais recente sondagem CM/Aximage sobre as eleições de 26 de maio para o parlamento europeu, PS e PSD empatam com o mesmo número
de eurodeputados (oito), embora os socialistas tenham mais intenções de voto. A abstenção deverá ser superior
a 56 por cento.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)