Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
3

Sherlock Holmes sem segredos

Detetive mais famoso do Mundo é tema de uma grande exposição em Londres.
Rui Pedro Vieira 2 de Novembro de 2014 às 14:10
Exposição estende-se até 15 de abril de 2015
Exposição estende-se até 15 de abril de 2015 FOTO: Matt Alexander/EPA

A ideia era ‘elementar’ mas foram precisos mais de 60 anos para o detetive Sherlock Holmes voltar a casa e ter a homenagem merecida: é ele o tema de uma grande exposição no Museu de Londres, que demorou dois anos a ser preparada e está a aguçar a curiosidade dos fãs. Até porque, apesar do detetive ser personagem de ficção, criada pelo escocês Arthur Conan Doyle há 125 anos, ainda hoje chegam cartas endereçadas em seu nome ao número 221B da londrina Baker Street.

Concebida como um tributo à figura que protagonizou 56 contos e quatro romances, além de cerca de 150 filmes (desde 1903), a mostra ‘The Man Who Never Lived and Will Never Die’ (‘O Homem que Nunca Viveu e que Nunca Morrerá’) inclui objetos desconhecidos do olhar público – caso do bloco de notas com as primeiras linhas escritas por Conan Doyle sobre Holmes, entre 1885 e 1889. Algo que permite perceber que a personagem se chamou ‘Sherrinford Holmes’ e até ‘Ormond Sacker’, até estabilizar no nome que prevaleceu.

Para Alex Werner, curador da exposição, que se estende até 15 de abril de 2015, esta é uma maneira de conhecer a figura para lá da aparência: "É sobre ganhar um apreço mais profundo sobre as suas histórias e uma oportunidade única de ver uma coleção diversificada sobre os artefactos, todos sob o mesmo tecto."

Dividida em três partes, a mostra começa com um espaço dedicado à obra de Conan Doyle desde a criação de Holmes, em 1887, no livro ‘Um Estudo em Vermelho’. Segue-se uma zona sobre Londres e todos os espaços focados nos contos, além de uma terceira com objetos.

ENIGMAS RENOVADOS

Para os fãs modernos, encontra-se ainda exposto um casaco usado pelo ator Benedict Cumberbatch, que é Holmes na nova série da BBC ‘Sherlock’, que começou a ser rodada em 2011 e ainda é exibida em países como Portugal. A personagem é também o tema de ‘Elementar’, uma produção da FOX que modernizou Holmes (Jonny Lee Miller), agora a viver em Nova Iorque e assistido por uma ‘Watson de saias’ (Lucy Liu).

O cinema também reviveu o universo com êxito. Robert Downey Jr. surgiu na pele do detetive em dois filmes da Warner: ‘Sherlock Holmes’ (2009) e ‘Sherlock Holmes: O Jogo de Sombras’. Agora, novos rumores dão conta de um terceiro capítulo em 2016.

Na escrita, Holmes também está de volta. Coube ao britânico Anthony Horowitz ser autorizado pelos herdeiros de Conan Doyle para escrever novos livros. Depois de ‘A Casa de Seda’ (2011), editado pela Presença, chega agora ‘Moriarty’. Sinais de que os enigmas não têm fim.

Sherlock Holmes Exposição Detetive Conan Doyle Londres
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)