Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
9

Tentação

Deitada na areia, sozinha, debaixo de um céu infinitamente claro, aproveita os últimos dias do Verão. Fecha os olhos e dormita levemente naquela dormência agradável e quente do Sol.
29 de Setembro de 2013 às 15:00
Tiago Rebelo

Não o vê a chegar, a escolher um espaço livre ali ao lado dela, mas, quando abre os olhos, lá está ele, sentado muito direito, de óculos escuros, porte atlético, um ar afável, a observar serenamente o mar e as ondas enormes que se precipitam, poderosas, levando na crista surfistas ágeis que, num movimento impossível, se erguem na prancha e deslizam graciosamente à frente da rebentação.

Ele surpreende-a a observá-lo, sorri-lhe. Sorri-lhe também. Ele faz um comentário inocente, conversam um pouco, o telefone dela toca, interrompe-os. Ela orienta alguém que chegou, levanta o braço a indicar onde está.

O marido é um homem interessante nos seus quarenta anos, mas com um pouco de barriga. Aproveita a hora do almoço para vir ter com ela. O outro, ao lado, veste um fato de borracha, segura uma prancha de surf e vai para o mar enfrentar as ondas.

Passa menos de uma hora, ele recebe uma chamada do escritório, desculpa-se, tenho de ir, diz. O outro regressa do mar quando ele a beija, pega na toalha, vai-se embora.

Ele despe o fato até à cintura, diz que a água está excelente. Ela repara em como ele é bonito, tem um corpo impressionante.

Voltam a conversar, ele acompanha-a quando ela vai dar um mergulho. Ela acha-o irresistível, embora não diga nada muito interessante. Ele gaba-se que passa três horas por dia no ginásio. Ela pensa que o marido passa muitas mais no escritório.

Decide ir-se embora, ele acompanha-a sem lhe pedir licença. No parque de estacionamento, coloca a prancha de surf num jipe descapotável que já viu melhores dias. Ela lembra-se de que o marido tem um jaguar. Entrega-lhe um cartão de visita, é a loja onde trabalho, afirma, apareça por lá um destes dias. Ela guarda o cartão.

Leva o cartão de visita no banco vazio ao lado e, de vez em quando, olha para ele. Uma tentação, pensa. Estaciona à porta de casa, sai do carro, sorri, abana a cabeça, suspira, atira o cartão para um caixote do lixo e pensa que é do marido que gosta e, definitivamente, não o vai trocar por uma fantasia.

Tiago Rebelo Brevs histórias
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)