Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
9

Trabalho do futuro

Jimmy Wales, cofundador da Wikipédia, vem a Lisboa participar num encontro sobre a nova realidade laboral.
João Ferreira e Suely Costa 17 de Junho de 2018 às 01:30
Trabalho do futuro vai depender cada vez mais das máquinas
Trabalho do futuro vai depender cada vez mais das máquinas
Trabalho do futuro vai depender cada vez mais das máquinas
Trabalho do futuro vai depender cada vez mais das máquinas
Trabalho do futuro vai depender cada vez mais das máquinas
Trabalho do futuro vai depender cada vez mais das máquinas
Trabalho do futuro vai depender cada vez mais das máquinas
Trabalho do futuro vai depender cada vez mais das máquinas
Trabalho do futuro vai depender cada vez mais das máquinas
Longe vão os dias em que trabalhávamos de segunda a sexta, das 9h às 17h, sempre no mesmo escritório. Hoje – e cada vez mais no futuro – o local de trabalho pode ser qualquer sítio onde exista uma tomada para ligar o computador e internet sem fios. E mesmo a tomada é dispensável enquanto a bateria tiver carga. A grande responsável por esta desmaterialização é a tecnologia que nos permite trabalhar constantemente com recurso ao portátil, ao tablet ou somente ao telemóvel, cada vez mais inteligente.

Esta é apenas uma das características do trabalho do futuro - que é cada vez mais hoje -, mas há muitas questões de fundo que mexem com domínios tão importantes como a ética. A ‘invasão’ dos robôs e da Inteligência Artificial no mundo laboral é um dos temas que mais divide os especialistas, por causa do receio de que a crescente robotização do trabalho gere desemprego.

Curiosamente, "os países que têm mais robôs são os têm uma taxa mais baixa de desemprego", sublinha Pedro Portugal, coordenador científico do encontro "O trabalho dá que pensar", que a Fundação Francisco Manuel dos Santos promove a 14, 15 e 16 de setembro, no Jardim Botânico Tropical, em Lisboa. O encontro conta com vários especialistas nacionais e internacionais que vão responder a esta e a muitas outras questões.

Será que o trabalho tal como o conhecemos tem os dias contados? Há profissões em risco? Poderão os robôs vir a pagar impostos? Estará presente Jimmy Wales, cofundador da Wikipédia. Os detalhes podem ser consultados no site www.ffms.pt, onde também pode reservar o bilhete (30€) para os 3 dias. Os estudantes têm desconto.

Internet
Net reduz crime
Um estudo da Universidade Nacional da Austrália diz que os jovens internautas estão a trocar as ruas pelo Facebook e pela Netflix, reduzindo a criminalidade juvenil.

Lisboa
Pavilhão do Conhecimento
Ciência dos jogos
Arrancou a 25 de outubro uma exposição que ensina Biologia e Física com ajuda dos jogos e do universo Angry Birds. Muito para ver no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa.


Ver comentários