Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
5

Um fim de tarde no Ikea

“Nós vamos levar três dias a olhar para instruções e a montar esses móveis todos!”
2 de Outubro de 2011 às 00:00
Um fim de tarde no Ikea
Um fim de tarde no Ikea FOTO: Ilustração de José Carlos Fernandes

IKEA de Loures, após quatro horas a escolher estantes, cadeiras, camas, colchões, pratos e talheres e a registar números de corredores e de prateleiras num minipapel com um minilápis.

- Teresa, já viste que existe um serviço de recolha de móveis? Basta entregar no final o papel com as compras e eles tratam de tudo por nós.

- Paga-se 30 euros por esse serviço. Não me custa nada pôr as embalagens no carrinho e empurrar até à caixa.

- Custa-te tempo e tempo é dinheiro. Trinta euros deve ser para aí 1 ou 2% do que aqui vamos gastar hoje. Não tem significado.

- Trinta euros são 30 euros. Já vamos gastar imenso no transporte.

- E na montagem.

- Qual montagem?

- A montagem dos móveis.

- Isto é o IKEA. E no IKEA as coisas são muito mais baratas exactamente porque os móveis não vêm montados. Se pagarmos a montagem deixa de ser barato.

- Estive a ver a tabela. Até 1000 euros de compras só se paga 80 euros de montagem. Parece-me um óptimo preço.

- Oitenta euros são 80 euros. Há bocado não quiseste comprar um móvel que precisávamos porque custava 80 euros. E agora 80 euros já é barato, só porque não queres ter nenhum trabalho, como de costume.

- E tu, como de costume, estás a comparar coisas que não se comparam. Nós vamos levar três dias a olhar para instruções e a montar esses móveis todos! É uma questão de produtividade. Tu és médica e eu sou jornalista, três dias do nosso trabalho valem muito mais do que 80 euros! Vê se aprendes a fazer contas.

- Por que é que não vais discutir Economia com o ministro das Finanças?

- E tu porque é que não vais #%$&?!!!!

- ?!!!$%#£$%

- [#}&€$$%!!!!

Parece-me óbvio que, para além dos serviços de recolha, de transporte e de montagem, o IKEA deveria passar a oferecer aconselhamento matrimonial junto às caixas. Por uma módica quantia, conversava-se com um psicólogo experiente, analisavam-se momentos de antiga felicidade, desvalorizava-se a importância de móveis com nomes suecos na nossa vida e talvez assim se evitasse a destruição de casamentos entre as secções das molduras e dos atoalhados. Até 80 euros, eu pago.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)