Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
6

Um amor que dava uma marcha

Carina e Carlos conheceram-se numa noite de Santo António.
Vanessa Fidalgo 31 de Maio de 2015 às 13:00
Um amor que dava uma marcha

Carina e Carlos, nascidos e criados no bairro da  Graça, marchantes na avenida desde a meninice, agora noivos de Santo António. Mereciam uma canção, ser postal de Lisboa. Mas não um fado, que eles transpiram alegria por todos os poros e dão bem conta do destino. Podia ser antes uma marcha, dengosa e cheia de graça, com o amor a rematar os versos.

Carlos há muito que tinha apontado a mira a Carina. "Ela é muito extrovertida, dada, falava com toda a gente. E eu gosto de pessoas assim", justifica. 


Foi precisamente numa noite de Santo António que se conheceram, longe de saber no que iria dar: "O meu par faltou e então trouxeram-me o Carlos mesmo antes da marcha começar... Nem queria acreditar quando o vi. Este ?!" Não foi amor à primeira vista, está visto.


ARGUMENTOS

Mas ele é persistente e por ela usou todos os argumentos. Aguçou o humor, apostou na amizade com as irmãs e as amigas dela. E assim arranjou o número do seu telemóvel.


"Como sabia que a Carina gostava muito de Tony Carreira, quando lhe ligava punha-o a tocar por trás", conta, descarado mas embevecido. Os mimos iam-se sucedendo e ela foi-se deixando ficar a conversar horas intermináveis ao fundo das escadas do prédio. Carlos aproveitava para ir roubando uns beijinhos no rosto, sempre em nome da amizade, pois claro.

A moça, que até era difícil, lá se deixou conquistar.Estão juntos há sete anos. Gostam de sair e de almoçar fora. Sobretudo ela. E ele faz-lhe a vontade. Um dia, juntaram uns dinheirinhos e foram para as ilhas espanholas, viagem única em piso desconhecido e com sabor a lua de mel. Os filhos hão de vir, que o relógio já dá horas. Por agora aproveitam para se saborear quando estão juntos.

"Ela é amiga, muito generosa com os outros", elogia ele. "Ele é um grande companheiro, muito paciente", diz ela, querendo-o para toda a vida. Em junho vão finalmente trocar alianças: "É algo especial. É o ato em si e o símbolo da peça, daquilo que nos une. O nosso amor é infinito", remata ele, certeiro. 

Carina Carlos Santo António noivos Santo António
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)