Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM

Verão não é só praia

Sugestões de museus tecnológicos para aproveitar as férias e visitar a sós ou em família.
João Ferreira e Suely Costa 25 de Julho de 2017 às 17:59

Os museus são excelentes programas para as férias, por isso e em jeito de sugestão, a equipa do Falar Global visitou três museus interativos na região de Lisboa. No Museu do Dinheiro, a interatividade começa logo no bilhete. O código de barras     regista tudo o que vê e depois basta aceder ao site para recordar.

No site pode ver uma nota ou uma moeda impressa com o seu rosto que pode publicar nas redes sociais. Pode ainda interagir com um robô, apanhar moedas virtuais numa parede de realidade aumentada e gravar  o  seu     testemunho     sobre     o     dinheiro. Já no novo edifício do Museu Nacional dos Coches, a maior coleção mundial de viaturas de gala e de passeio entre os séculos XVI e XIX pode ser vista através de uma app que envia informação sobre as peças expostas, sugere curiosidades e possibilita viagens de 360º do interior das viaturas.

Ciência

No Pavilhão do Conhecimento, a interatividade está presente. Em 18 anos de existência são muitas iniciativas pensadas para a experimentação e o conhecimento mas a nova exposição, inspirada no famoso jogo ‘Angry Birds’, só pode ser visitada a partir de outubro.    

Em Sintra, o NewsMuseum mostra como foi feita a cobertura mediática de vários acontecimentos. Em três andares pode experimentar óculos de realidade virtual e interagir numa sala rodeada de ecrãs táteis - uma espécie de tablet gigante. Como estamos no museu das notícias, a sala da Pirâmide de Babel tem 70 televisores sintonizados  em múltiplos canais nacionais e internacionais. Os museus são propostas obrigatórias para quem está em férias.

Falar Global
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)