Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
3

Iniciativa Liberal elege 25 deputados municipais mas falha eleição de vereadores

Fundado em 2017, partido concorreu pela primeira vez em eleições autárquicas.
Lusa 27 de Setembro de 2021 às 07:45
João Cotrim de Figueiredo
João Cotrim de Figueiredo FOTO: ESTELA SILVA/Lusa
A Iniciativa Liberal (IL) elegeu 25 deputados municipais nas autárquicas de domingo mas falhou a eleição de vereadores, numa eleição em que obteve 63 mil votos nos concelhos onde concorreu sozinho.

Segundo dados oficiais, cerca das 05h00, a Iniciativa Liberal (IL), nas primeiras eleições autárquicas a que concorreu, obteve 1,29% dos votos, o correspondente a 63.870 votos no total dos concelhos onde se apresentou sozinho.

Tendo concorrido a 53 câmaras (46 sozinho e sete em coligação), o partido não conseguiu, no entanto, eleger qualquer vereador, ficando pelos 25 deputados municipais eleitos sobretudo em centros urbanos (como Lisboa, Porto, Guimarães, Ponta Delgada ou Faro) e por 43 vogais de juntas de freguesia.

Durante a noite eleitoral, o presidente da IL, João Cotrim Figueiredo, reconheceu que o partido "não ganhou estas eleições", frisando, no entanto, que "ganhou o futuro".

"O futuro é liberal. Eu já tinha essa convicção, (...) os resultados que hoje apresentamos dão-nos essa certeza. Pela adesão da juventude, das camadas mais dinâmicas da nossa população, eu tenho a certeza (...) que o futuro será liberal, esse futuro começa já está segunda-feira, vamos preparar o partido para as próximas batalhas", frisou.

Em Lisboa, onde o partido tinha rejeitado participar na coligação "Novos Tempos" (PSD/CDS-PP/MPT/PPM/Aliança) de Carlos Moedas, optando por concorrer individualmente com Bruno Horta Soares, o partido falhou o seu objetivo de eleger um vereador, mas terá três deputados municipais e 14 vogais de juntas de freguesia.

No Porto, o partido apoiou o movimento independente de Rui Moreira, que voltou a ganhar as eleições, mas perdeu a maioria absoluta, tendo o presidente da IL, João Cotrim Figueiredo, afirmado que uma derrota no Porto "não era uma derrota da IL".

"Tive a ocasião, no princípio da noite, de o ir saudar [Rui Moreira] e, na altura, quando me perguntaram se uma vitória no Porto era uma vitória da Iniciativa Liberal eu disse que não (...) e, portanto, qualquer derrota no Porto também não é uma derrota da Iniciativa Liberal", salientou.

Fundado em 2017, a Iniciativa Liberal concorreu pela primeira vez em eleições autárquicas.

Nas legislativas de outubro de 2019, o partido obteve 67.681 votos -- 1,29% do total -- elegendo, pelo círculo de Lisboa, João Cotrim Figueiredo como deputado único do partido.

Nas presidenciais de 24 de janeiro deste ano, Tiago Mayan Gonçalves, o candidato apoiado pela IL, teve 134.484, o que correspondeu a 3,22% dos votos, tendo ficado em sexto lugar.

Ver comentários