Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
7

Desfile militar dos talibãs celebra vitória sobre retirada dos norte-americanos de Cabul

Talibãs desfilaram em Kandahar com equipamento militar abandonado pelas forças internacionais.
Ricardo Ramos 2 de Setembro de 2021 às 07:19
A carregar o vídeo ...
Desfile militar dos talibãs celebra vitória sobre retirada dos norte-americanos de Cabul
Um dia após a partida dos últimos militares americanos de Cabul, centenas de combatentes talibãs desfilaram esta quarta-feira em Kandahar com veículos e equipamento militar abandonado pelas forças internacionais e afegãs para celebrar a sua vitória sobre a América.

Uma longa coluna de veículos militares capturados, incluindo dezenas de Humvees enfeitados com a bandeira talibã e camiões de caixa aberta carregados de combatentes fortemente armados, desfilou perante comandantes militares e dirigentes políticos dos radicais sentados num palanque no estádio de críquete local, escoltados, nos céus, por um helicóptero Black Hawk, deixado para trás pelos americanos.

Aos comandos da aeronave estaria um ex-piloto afegão que mudou de lado, já que os talibãs não têm pilotos qualificados. Milhares de pessoas assistiram ao desfile, muitas delas empunhando a bandeira branca dos Talibãs. Kandahar foi a cidade onde foi fundado o movimento talibã, nos anos 90, e foi sempre um importante bastião da guerrilha.

Um porta-voz dos radicais disse esta quarta-feira à BBC que os talibãs estão a ultimar a formação de um governo "inclusivo" com a participação de mulheres, "mas não em cargos importantes". Sher Abbas Stanekzai garantiu ainda que o Executivo não incluirá nenhum político que tenha feito parte dos governos dos últimos 20 anos.

Biden pressionou para "mudar perceção" 
A 23 de julho, na sua última conversa com o PR afegão, Joe Biden pressionou Ashraf Ghani para "mudar a perceção" de que as coisas não estavam a correr bem no Afeganistão "seja verdade ou não", revela uma transcrição da conversa a que a Reuters teve acesso. "Não preciso de lhe dizer que a perceção no Mundo é que as coisas não estão a correr bem no combate aos talibãs. Temos de projetar uma ideia diferente, seja verdade ou não", disse Biden, dando a entender que sabia o país estava em risco de cair para os talibãs.
Ver comentários