Barra Cofina

Correio da Manhã

Geração Arte Votação
7

Poesia: Maus-tratos descritos num olhar

Hoje, enquanto olho para os animais, fico desiludida com o que vejo.
21 de Abril de 2015 às 03:00
bolacha, poesia, geração arte
bolacha, poesia, geração arte
Hoje, enquanto olho para os animais,
Fico desiludida com o que vejo,
Lágrimas escorrem pela minha face,
Lágrimas cheias de agonia,
Com o triste sentimento de culpa,
Sem a culpa ser minha,
Mas porque é do Ser Humano.
Onde estão os animais bem tratados?
Onde estão os seus direitos, eu me pergunto?
Não encontro respostas e só encontro perguntas,
Perguntas estas que ninguém consegue responder,
Sinto que a sociedade está a deixar isto acontecer
Porquê? Eles precisam dos seus direitos, até mesmo por nós.
Eles são os seres mais sinceros e puros,
Com amor incondicional, porque desejam mal a estes belos seres?
Tanta mágoa, tanta dor,
Tantos tiros disparados com o intuito de tirar uma vida,
Aquela vida não é insignificante,
Insignificante é o ser que prime o gatilho,
É o ser que não sente, ou não quer sentir.
Mas como é possível maltratar tamanha beleza?
Tanta saudade existe naqueles tristes olhos,
Causada por um ser enraivecido, um ser doente
Que jamais conseguirá perceber os sentimentos
Jamais conseguirá saber o que é amar…


Texto enviado pela participante Liliana Roldão, 22 anos, de Tomar.

-----------------------------

Votação fechada. Vê os resultados na fanzine publicada com o Correio da Manhã de dia 30 de abril. Entretanto, recordamos que o concurso é mensal e contamos com os teus trabalhos (vê aqui o regulamento). 

-----------------------------
Acompanha o Geração Arte na CMTV
Não percas o Geração Arte no programa Falar Global, da CMTV, aos sábados às 11h30 e às 15h30. 
-----------------------------
geração arte texto Liliana Roldão CMTV Falar Global
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)