Barra Cofina

Correio da Manhã

Geração Arte Votação
7

Poesia: Poema da água e dos rios

Havia uma foz, dentro da voz, quando me chamaste.
2 de Março de 2015 às 23:59
geração arte, poesia, texto
geração arte, poesia, texto

Havia uma foz, dentro da voz, quando me chamaste 

e barcos flutuantes viandantes cancioneiros
mas o troado marulhar aos ouvidos atalhou-ma

alçaram-se horrendos, fedos e atrozes
rompendo dos cabozes multiplicando dedos
indigitando-me os cursos bloqueados num penedo
empregando o medo que é virtude dos algozes

eram ogros desarranjados jactantes e soberbos
acervos de outras terras de outros rios de outros tempos
pisoteando cicatrizes com os pés estrepitantes

havia um nós - mas tão sós como flumes que ignoraste
e os barcos viajantes foram amantes sorrateiros
e o tolhido marulhar dos sentidos sem diploma –
e o sentido a sentar-se bem ao lado do sintoma

houve logros doutros rios cruzados mais acerbos
houve acertos houve guerras e desvios desde os medos
houve o encosto dos narizes, das marés exultantes

houve um nada houve um nado houve um lado no meu
que era o teu –
houve um barco cancioneiro que se quis ser num brado
houve um barco viandante que se quis ser viagem
houve um barco luminante que rasgou-nos o breu

nos barcos luz tamanha que esta margem foi dia 

num brado som colosso que aterrou-me sobre os ombros
duas margens que se querem não têm termo
para a ousadia de se namorarem distraídas dos assombros

e a gente que se queira pra viagem
quem se quer quer-se até onde não há margens

a mudança é um alambique que sempre sobra
desde que se não queira a água turva
a bonança é a única água em que a gente soçobra
e desçendo a pique bem na curva da manobra
a lembrança do mostrengo como um cabo que se dobra

depois que eu já oiça –
liberei-me dos aljubes
como algum barco prometia;
como um destino que se cumpre
aqui estamos na foz.
até onde ondulamos? até onde quem se queria
até onde formos água, até onde formos nós

Texto enviado pelo participante André Moniz, 20 anos, de Setúbal

Votação fechada. Vê os resultados na fanzine publicada com o Correio da Manhã de dia 26 de março. Entretanto, recordamos que o concurso é mensal e contamos com os teus trabalhos (vê aqui o regulamento).

-----------------------------
Acompanha o Geração Arte na CMTV

Não percas o Geração Arte no programa Falar Global, da CMTV, aos sábados às 11h30 e às 15h30.

-----------------------------


Geração Arte texto André Moniz falar global cmtv
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)