Barra Cofina

Correio da Manhã

Geração Arte Votação
5

Prosa: A insustentável irracionalidade do ser

Este simples texto descreve algo ordinário e vulgar como um homem que no mar mergulha sem medo nem tento.
1 de Setembro de 2015 às 18:00
geração arte, prosa
geração arte, prosa

Este simples texto descreve algo ordinário e vulgar como um homem que no mar mergulha sem medo nem tento, enquanto o sol se cansa e se põe outra vez. Embora o cenário seja comum, o ser que ali se perde no tempo, não é. Pés de quem não conheceu o mundo por fotografias, unhas que poderiam ser caso de inveja e olhos de alguém que conheceu a melancolia que não lhe lavou apenas a face. Se não sabemos em que tempo estamos, é porque também não é importante, mas sim o momento prazenteiro que lhe faz esquecer a sua condição humana e mergulhar nas bravas ondas onde tudo é mais simples.

Com uma violenta onda que o fez cair, olha para o lado ao se levantar e repara numa rapariga que se aventura despida. Observa-a com receio de ser apanhado, pois  não sabe se ela não se importa que a observem. Não desde que a sua verdadeira essência como ser pensante se opôs às falsas verdades da sociedade, desde que a sua racionalidade sobre a natureza não combinou com Darwin mas sim com hipocrisia.  Agora, pensa livremente com a vontade de ser consciente, sabendo que nunca será totalmente. Sente livremente, para que perdurem na sua memória as mais belas sensações que não possuem preço algum.

Num impulso inocente, solta-se um olá, e naquele puro instante, o amor torna-se no absurdo que aceitamos.  A cumplicidade da loucura de que apenas existimos, e que a única verdade que existe é a de que não existe mais nenhuma verdade. Somos loucos, e claramente andamos aos pares.

 
Texto enviado pelo participante Sócrates dos Santos Gomes Bôrras, 19 anos, Aveiro

----------------------------- 
Acompanha o Geração Arte na CMTV 
Não percas o Geração Arte no programa Falar Global, da CMTV, aos sábados às 11h30 e às 15h30.  
-----------------------------

Votação fechada. Vê os resultados na fanzine publicada com o Correio da Manhã de dia 24 de setembro. Entretanto, recordamos que o concurso é mensal e contamos com os teus trabalhos (vê aqui o regulamento).

geração arte texto Sócrates dos Santos Gomes Bôrras CMTV Falar Global
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)