Barra Cofina

Correio da Manhã

Geração Arte Votação
8

Prosa: Amor de pai

Desapareceste sem aviso nem me pude despedir, mas recordo-te com saudade.
1 de Setembro de 2015 às 18:00
geração arte, prosa
geração arte, prosa

Desapareceste  sem aviso nem me pude  despedir, mas recordo-te com saudade.

Continuas na minha  memória  lembrando tudo que não tive tempo de dizer.

As saudades começaram  a doer mal te deixei de ver.

-Porque embora ainda pequeno tu tinhas ensinado a amar e logo depois

Foste  nos abandonar adorava ter-te  de volta para te abraçar:

Mas como isso e sonho impossível e nada compreensível

Os dias foram passando  sem ti ao meu  lado porque contigo presente

Eu sentia-me amado embora tenha amor  o de pai e sempre especial.

Fazes parte da minha história e tento não esquecer tenho te sempre na memoria.

Sinto –te ao meu lado quando ando passado.

Deixas-me neste mundo sem escrúpulos uma estadia com um fim

Agora tornou-se uma corrida ganhando amor á vida  que espero bem comprida

Fintando a sorte  ao a morte que espero com o teu amor mesmo sentindo  dor.

Ter força para lutar contra o destino  com esperança vencermos pois nada esta

Escrito eu quero  e acredito que a ultima palavra, é uma carta fechada que eu penso

Abrir no dia que a batalha vencer para poder dizer obrigada pai pois mesmo

Depois que partiste apesar de estar triste  sinto  que me tens acompanhado

E por isso digo obrigado 

Texto enviado pelo participante Fábio Alexandre Pereira Almeida, 17 anos, Queijas

----------------------------- 
Acompanha o Geração Arte na CMTV 
Não percas o Geração Arte no programa Falar Global, da CMTV, aos sábados às 11h30 e às 15h30.  
-----------------------------

Votação fechada. Vê os resultados na fanzine publicada com o Correio da Manhã de dia 24 de setembro. Entretanto, recordamos que o concurso é mensal e contamos com os teus trabalhos (vê aqui o regulamento).

geração arte texto Fábio Alexandre Pereira Almeida CMTV Falar Global
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)