Barra Cofina

Correio da Manhã

Geração Arte Votação
7

Prosa: Lugar da mulher é onde ela quiser

Ela é só mais uma mulher no meio de tantas outras a entrar no comboio das nove e meia.
1 de Setembro de 2015 às 18:00
geração arte, prosa
geração arte, prosa

Ela é só mais uma mulher no meio de tantas outras a entrar no comboio das nove e meia, porque é teimosa e quer ir e voltar do seu destino todos os dias pelo próprio pé ou comboio ou carro ou seja o que for, desde que seja dela, sem homem nenhum como taxista ou guarda-costas. Ela tem aquele jeito independente e tantas vezes irritante de fazer as coisas. Faz questão de ganhar o seu próprio dinheiro e dividir a conta do jantar. Prefere ver o bom velho cavalheirismo quando ele abre a porta do restaurante e a deixa passar primeiro, não quer ter um segundo pai que lhe pague as contas. Opções dela, não discutas.


Ela quer ser alguém na vida. Ainda não sabe bem o quê ao certo, talvez advogada ou economista ou, quem sabe, professora. Mas sabe que quer alcançar todo o seu sucesso sem favores especiais ou delicadezas exageradas só por ser uma mulher bonita. Quer ouvir elogios quando acerta e criticas quando erra como toda a gente. Quer ter a certeza de que o valor que sente ter é real e não uma mera ilusão causada por falsas simpatias.


Ela vai saindo e namorando, mas ainda não vê um casamento ou filhos no seu futuro. Talvez um dia. Ela até acha algumas crianças adoráveis, mas por agora não as quer como suas, porque a maior atrocidade que ela podia fazer seria ter filhos fruto de solidão, carência ou sentido de obrigação. Seria uma pena e um desperdício. Ser mãe é algo que ela fará por vontade própria e não por vontade do marido ou da sociedade.


Quem diz que mulher tem de ser "mulher de" ou "mãe de" para ser mulher? Quem diz que lugar da mulher é em casa dentro de uma cozinha? Lugar da mulher é onde ela bem entender, onde ela for genuinamente feliz, quer esse lugar mágico seja com os filhos e o marido, quer seja com as amigas e um ou dois amigos especiais que ela vai vendo de tempos a tempos. Sim, esse tipo de amigos. Não entendo o choque. Os homens que optam por relações abertas normalmente recebem palmadinhas nas costas, aplausos e o título de garanhão, mas as mulheres… Ui, as mulheres que admitem gostar de sexo casual são umas desenvergonhadas. Que escândalo! Mulher é para casar com o homem com quem perde a virgindade, ter quantos filhos deve ter e ficar por ali. Mulher não precisa de estudos, trabalho, diversão nem dignidade. Para quê? Isso é para o homem. Habituem-se.

Texto enviado pela participante Raquel Alexandra Silva Simões, 20 anos, São Domingos de Rana

----------------------------- 
Acompanha o Geração Arte na CMTV 
Não percas o Geração Arte no programa Falar Global, da CMTV, aos sábados às 11h30 e às 15h30.  
-----------------------------

Votação fechada. Vê os resultados na fanzine publicada com o Correio da Manhã de dia 24 de setembro. Entretanto, recordamos que o concurso é mensal e contamos com os teus trabalhos (vê aqui o regulamento).

geração arte texto Raquel Alexandra Silva Simões CMTV Falar Global
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)