Barra Cofina

Correio da Manhã

Geração Arte Votação
4

Prosa: Palavras nuas - Saudades

Tenho saudades tuas.
1 de Setembro de 2015 às 18:00
geração arte, prosa
geração arte, prosa
Tenho saudades tuas
Mas não vou dizer a ninguém
São palavras nuas
Que não me deixam bem

São lágrimas derramadas
Na fonte que criei
Triste e calada
Assim fiquei

Andei de olhos vendados
Pelas ruas da cidade
Tanto nos tempos doces como nos amargos
Eu amava-te de verdade

Vagueei por estes caminhos
E no jardim eu vi
As rosas e os espinhos
Com os quais eu renasci

E assim tudo mudou
Naquele baloiço onde estou
Onde eu me encantava em criança
Agora não quero mais nada que balança

Quando olhei para o céu
Uma nuvem me enriqueceu
E explicou-me que o réu
Não eras tu, mas era eu

Desfiz me em mil folhas
Não, não no doce sabor da vida
Foram mil escolhas
De uma história mal vivida

Desperdicei cada passo
Deitei fora cada olhar
Criei um nó, estraguei o laço
Que não vou conseguir recuperar

Em vinte segundos tudo foi
Em vinte segundos tudo pode voltar
Só falta a coragem
Para nos teus braços me segurar

Vamos lutar
Por algo que pode ter futuro
Só temos de transformar o coração mole
Num coração firme e puro

Texto enviado pela participante Daniela António Pereira, 16 anos, Leiria

----------------------------- 
Acompanha o Geração Arte na CMTV 
Não percas o Geração Arte no programa Falar Global, da CMTV, aos sábados às 11h30 e às 15h30.  
-----------------------------


Votação fechada. Vê os resultados na fanzine publicada com o Correio da Manhã de dia 24 de setembro. Entretanto, recordamos que o concurso é mensal e contamos com os teus trabalhos (vê aqui o regulamento).
geração arte texto Daniela António Pereira CMTV Falar Global
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)